AS ‘DEZ’ MAIS

Sexta-feira, 27 de maio de 2016.

1ª)

A briga de Alcides Bernal com os evangélicos de Campo Grande ultrapassou os limites do razoável e enveredou pelo desafio a Deus. As postagens contra a perseguição do prefeito reconduzido mostram isso. Ontem quando ele se vangloriou com uma ordem de despejo contra a Assembléia de Deus Nova Aliança, os ânimos se exaltaram.

2ª)

Bernal diz abertamente pra todo mundo ouvir, que quer ver a caveira do Pastor Gilmar Olarte com um ‘grilo cantando dentro’. Ontem queria jogar na rua os móveis da Igreja, mas pela tarde foi conseguido no TJMS a suspensão da ordem de despejo, o que deixou Bernal furioso e se sentindo derrotado.

3ª)

A paz voltou ao Templo, mas nas redes sociais o ‘pau comeu’ nas costas do prefeito. Houve até profecia de que a briga comprada por ele não foi apenas contra a religião evangélica: foi contra Deus!.

4ª)

Sem ligar pra ‘paçoca’ Bernal disse que irá lutar até o fim para ter o prazer de passar um trator sobre o Tempo da Igreja do Pastor Gilmar Olarte. Mas há quem diga que ‘Bernal vai cair antes que seu desejo de vingança se concretize, porque ele está mexendo com uma coisa que ele próprio não conhece: a fé!.

5ª)

Falando em Bernal, está pra sair uma decisão judicial se ele ‘fica ou não’ no comando da nossa prefeitura. Apesar da denúncia da ‘Cofee Break’ que tem 7 mil páginas, à luz do direito Bernal foi legitimamente cassado por nove crimes de ‘improbidade’. Tirar essa cassação do lombo juridicamente é impossível.

6ª)

Novas gravações agitaram o Planalto neste feriadão. O ex-presidente da Transpetro andou arapongando ‘meio mundo’:  de Sarney a Renan Calheiros. Numa dessas gravações, Renan orienta um representante do ex-senador Delcídio do Amaral, para que ele se comporte de forma humilde se quiser escapar da cassação. Na mesma gravação Renan diz que o procurador-geral da República Rodrigo Janot não passa de um ‘mau-caráter’.

7ª)

Tá chovendo balas em Ponta Porã. Depois da morte do Betão, a barca que leva os condenados para o Inferno está tendo muito trabalho. Só neste mês – que ainda não acabou – já foram sete execuções.

8ª)

Em São Paulo a ‘Marcha para Jesus’ reuniu ontem 3 milhões de pessoas pela celebração de ‘Corpus Cristi’. Em Campo Grande pelo menos 23 mil pessoas estiveram ao longo da 14 de julho durante a celebração.

9ª)

Quem não gostou nada da candidatura a prefeito de Athayde Nery de Freitas foi sua correligionária Luiza Ribeiro, que defende de unhas e dentes o prefeito reconduzido Alcides Bernal em nossa Câmara. Ela não poderá andar mais dependurada no prefeito e nem pedir votos pra ele. E se o fizer, poderá ser expulsa do PPS. Athayde já teria tido uma conversa séria com a moçoila sobre isso.

10ª)

O jornalista Dante Filho foi chamado ao GARRAS por causa de uma sua postagem nas redes sociais sobre o presidente do Tribunal de Contas Valdirzinho Neves. Saindo de lá o jornalista meteu a ‘boca no trombone’ alertando para o mau uso de uma Delegacia Especializada para apurar crime cibernético e denunciou que ‘Mato Grosso do Sul está num Estado Policial’, e isso caiu como uma bomba dentro da Sejusp, e nos ouvidos do Governador.

Segunda eu volto.

Fuuuuuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários