As Dez Mais

Segunda-feira, 28 de Maio de 2018.

Primeira:

Está rolando nas redes um vídeo do Governador prometendo em campanha reduzir o ICMS do diesel, só que, na prática, qualquer redução reflete pesadamente na arrecadação estadual. A promessa ficará na promessa. Milagres não existem.

Segunda:

Depois de 8 dias de greve dos caminhoneiros os bloqueios em nosso Estado continuam em 19 pontos, só que não estão obrigando ninguém parar. Quem para é porque quer. Cargas vivas e medicamentos estão com estrada aberta. Combustíveis circulam normalmente.

Terceira:

Alguns donos de postos de combustíveis aproveitaram a escassez para salgar os preços. Gasolina foi vendida a 4,39 o litro para pagamento em dinheiro e R$ 4,59 no crédito. Quem vendeu nesses preços arriscou parar no Procon-MS e pagar multa de 5 a 50 mil.

Quarta:

A greve perdeu força, mas Michel Temer quando viu a coisa feia abriu as pernas de vez para o movimento. Deu desconto de 46 centavos no preço do diesel por 60 dias, isenção do eixe erguido nos pedágios e mandou cancelar todas as notificações feitas contra os grevistas.

Quinta:

O transporte coletivo em Campo Grande funciona com redução de 15% no número de ônibus, mesmo assim a vida segue normalmente. Provavelmente amanhã os estoques de diesel nas garagens do Consórcio Guaicurús sejam refeitos e a vida volte ao normal.

Sexta:

O candidato do PDT Odilon de Oliveira tentou pegar carona na greve dos caminhoneiros, mas acabou se dando mal. É permitir a Odilon o improviso que ele se dana todo. Tem gente dizendo que Odilon, quando criança, nunca aprendeu pegar “rabeira”.

Sétima:

Programado para hoje uma convocação do Movimento Família Brasileira em todo o País. Aqui, a concentração será na Praça do Rádio. Eles pedem que compareçam vestidos de ‘verde e amarelo’. O movimento tenta parar o Brasil. Parece pouco provável.

Oitava:

O Ministro Marco Aurélio mandou soltar o fazendeiro Reginaldo Pereira Galvão, acusado pelo assassinato da da missionária norte-americana Doroty Stang, no Pará em 2005.Ele havia sido condenado em 2ª Instância. Isso abre brechas para que esse tipo antecipado de execução de pena se estenda a outros condenados, inclusive o ex-presidente Lula.

Nona:

Petroleiros convocam greve pela redução dos preços dos combustíveis. Eles pedem a saída de Pedro Parente, presidente Executivo da Petrobrás. A paralisação de 72 horas está marcada para quarta-feira. Essa sim, vai parar o Brasil. Pedem a redução do preço do gás de cozinha e dos combustíveis.

Décima:

As faculdades: Anhanguera, Uniderp, Estácio de Sá, UFMS e UEMS (Dourados) estão sem aulas. Também parada a parte administrativa e os atendimentos nas suas clínicas estão suspensos. É o efeito colateral da greve dos caminhoneiros.

MEUS AMIGOS:

Meu amigo Antonio Braga, pré-candidato a estadual pelo MDB; Dr. Gervásio de Oliveira, vice-presidente da OAB/MS; Dr. Marcelo Salomão, superintendente do Procon-MS; Márcia Mega da Comunidade Tia Eva; Ao colega Jornalista J. Menon que já passou por cirurgia de Urgência na UNIMED. Aniversariantes do dia: Sandra Bulhões, Jericó Vieira de Matos e José Arturo Bobadilha.

Amanhã eu volto.

Fuuuuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários