As Dez Mais

Terça-feira, 14 Novembro

Primeira:

Pessoal de Corumbá está bravo com o governador. Na campanha em 2014 ele prometeu construir um hospital e esqueceu. Depois prometeu fazer um “puxadinho” na Santa Casa, também esqueceu. Agora com a grana do FONPLATA temem que Azambuja volte e prometa mais coisas.

Segunda:

A cada 5 gravidez ocorridas no Brasil uma é de adolescente. Nossos números, nesse item, se igualam aos que ocorrem no Paraguai e na Bolívia.

Terceira:

Finalmente o Nelson Cintra caiu fora do governo. Aliás eu já havia dito que o governador teria mandado à ele um emissário pedindo que saísse. Nenhum governo, por pior que seja, suporta um secretário com duas graves denúncias de assédio sexual.

Quarta:

A Pesquisa IDOPE importunou muita gente. A diferença entre a Difusora FM-101.9 e a primeira colocada é 1,03 ponto ou 5.029 ouvintes. Nas redes sociais de ontem o papo era que a Difusora está “fungando no cangote” da “líder”.

Quinta:

Sepultado ontem o Palhaço Bixiga. Era uma figura folclórica em nossas ruas. Distribuía pirulitos em nosso trânsito e tocava uma desafinada ‘gaitinha de boca’. Foi candidato a vereador e obteve 200 votos. Morreu devido a um fulminante infarto do miocárdio.

Sexta:

O passofundense Enelvo Felini (63) vai tomar posse como deputado estadual na próxima quinta-feira (16/11). Assume vaga na vaga aberta pelo deputado Flávio Kayatt, agora Conselheiro do Tribunal de Contas. Por precaução Enelvo não vai quer mirim nenhuma trabalhando em seu gabinete.

Sétima:

O dia amanheceu com a Polícia Federal e a Receita Federal fazendo a operação ‘Papirus’ no apartamento do ex-governador Puccinelli (PMDB) e noutros lugares. Decretada prisão preventiva de Puccinelli e o filho dele Andre Júnior. Investigam a venda de livros jurídicos para disfarçar propina.

Oitava:

Segundo os federais, André Puccinelli Jr. operava através do Instituto Ícone e emitia notas frias. Ele teria vendido 3 mil livros a 300 mil reais para órgãos como a Sanesul e empresas como a JBS. A operação ‘papirus’ é desdobramento da delação dos irmãos Wesley e Joeslei Batista, da JBS/Friboi.

Nona:

Estão sendo cumpridos: 2 mandados de prisão preventiva, 2 mandados de prisão temporária, 6 mandados de condução coercitiva, 24 mandados de busca e apreensão, sequestro de valores nas contas bancárias de pessoas físicas e empresas investigadas em Campo Grande, Nioaque, Aquidauana e São Paulo/SP.

Décima:

Se a operação de hoje tem a ver com a delação premiada de Wesley e Joesley da JBS/Friboi, é bom o pessoal da “nota fria” em frigoríficos ficarem espertos. Isso significa que poderá haver surpresas já nos próximos dias. Um amigo meu ‘lá de cima’ garantiu que “A coisa pode ficar maior do que se pensa”.

Quinta-feira eu volto.

Fuuuuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários