As ‘dez’ mais

Benedito de Paula Filho

Terça-feira, 12 de julho de 2016.

1ª)

O ex-governador Puccinelli (PMDB), ficou irritado com a manchete de hoje do Correio do Estado, que publicou na capa ter ele “amarelado”. Respondeu André: “Nunca disse que sairia candidato a prefeito”. Ele disse que se sentiu injustiçado com o tratamento do jornal.

2ª)

Amanhã a Câmara Federal poderá definir seu novo presidente para um mandato tampão de 7 meses. Até agora são 10 os candidatos, mas tem um correndo por fora: é o deputado federal Carlos Marun, que insiste em afirmar que: “Se o ‘cavalo’ passar arriado, ele monta”.

3ª)

Esperadas as sessões quentes da Câmara Municipal a partir de hoje. As pautas prometem debates acalorados, especialmente aquela que derruba o veto do prefeito à suspensão da cobrança da taxa de iluminação pública (Cosip). Essa promete colocar uma ‘azeitoninha’ no pastelzinho do prefeito reconduzido.

4ª)

Hoje a Câmara pretende provar que o convite feito ao suplente de deputado federal Elizeu Dionízio, autor do relatório da cassação do prefeito Alcides Bernal, foi oficial. Elizeu disse – por sua assessoria – que não compareceu porque o convite havia sido feito ‘de boca”.

5ª)

A pizza ficou mais cara. A culpa é da mussarela, que com o preço do leito nas alturas passou a custar uma fortuna. O leite disparou com a entressafra. Os preços se elevaram a 21{d124abb9778216420301f7a7fdee54f2d809ca471a8d69088da1a3e9d609e3df}.

6ª)

As vacinas contra gripe ‘A’ que sumiram misteriosamente da SESAU ainda não foram devidamente explicadas. Cada um fala uma coisa. A CPI da Câmara se arrasta, com a possibilidade de não ser concluída.

7ª)

A Caramelo Confeitaria escorregou na ‘Lama Asfáltica’ sem querer. É que a operação prendeu o engenheiro Hélio Komiyama e numa busca na sua casa descobriu que a esposa dele fornecia ‘café da manhã’ para a Câmara de Vereadores, sem contrato. Acham que a empresa foi usada para lavar dinheiro.

8ª)

Se você perguntar aos adversários se querem o afastamento de Alcides Bernal da prefeitura, vai descobrir que ninguém quer. É que Bernal – segundo seus opositores –  virou o maior cabo eleitoral dos seus concorrentes. A cidade foi reduzida a frangalhos: esburacada, suja, sem saúde, educação e iluminação pública. O reconduzido a indicação de como não se deve administrar qualquer cidade.

9ª)

No desespero de encontrar um candidato com votos, o PMDB ainda tem uma carta na manga que pode dar muito trabalho. Trata-se do vereador Paulo Siufi, que seria a carta na manga do presidente regional do partido, deputado estadual Jr. Mochi.

10ª)

O deputado-radialista Mauricio Picarelli (PSDB) colocou em pratia sua teoria de unir a rapidez e simplicidade do rádio em conjunto com a mídia social. Hoje ele conseguiu 12,5 mil radios-telespectadores. É um filão que estava por ser descoberto. O sucesso está atraindo grandes patrocinadores e está todo mundo feliz com tudo isso que está acontecendo.

 

Comentários

Comentários