AS ‘DEZ’ MAIS

Segunda-feira, 06 de junho de 2016.

1ª)

Os documentos da Seleta e da Omep encaminhados ao juiz Davi de Oliveira Gomes Filho estão tirando o sono de muitos políticos. São mais de 3 mil páginas com cópias de oficios, planilhas e fichas de pedidos de contratações feitas por secretários, vereadores e até deputados estaduais.

2ª)

O Dr. Davi queria documentos de 2005, mas tanto a Seleta como a Omep não são obrigadas a guardar documentos com mais de 5 anos. Não se sabe atrás ‘do quê’ está o juiz, mas se ele queria pegar o Puccinelli, o italiano escapou ileso.

3ª)

Advogados são de opinião unânime que o Ministério Público Estadual está promovendo uma espécie de ‘macartismo’, uma ‘caça às bruxas’ com a classe política deste Estado. Eles denunciam um estranho e incompreensível protecionismo ao prefeito reconduzido Alcides Bernal que seria uma espécie de ‘tértius’ do ministério Público na Prefeitura de Campo Grande.

4ª)

A vereança ensaia a CPI DAS VACINAS que irá investigar onde foram parar as mais de 3 mil doses de vacinas H1N1 que simplesmente desapareceram da SESAU. Sabe-se que elas, no comércio negro, valem pelo menos 50 reais a dose para ser revendida.

5ª)

Estavam querendo fazer conexão entre as vacinas sumidas em Campo Grande pela SESAU com aquelas apreendidas na cidade de Naviraí, mas uma não tem nada a ver com a outra. A de Naviraí é a mesma vacina, mas fabricada na Holanda. A daqui que sumiu é fabricada pelo Instituto Butantã, de São Paulo.

6ª)

O Butantã disse que “Não há possibilidade das doses que foram enviadas para a Prefeitura de Campo Grande estarem a menos nos frascos, porque eles são auditados no setor de embalagem e lacrados. Para o Butantã a Prefeitura precisa explicar onde foram parar as doses que custam hoje no mercado R$ 3,6 milhões de reais.

7ª)

O vereador Carlão fez um belo discurso na Câmara dizendo que “Não tem medo do relatório da Coffee-Break, que é inocente, e que fez o que deveria fazer. Disse que quem apontou as falhas e pediu providências de cassação contra Alcides Bernal foi o promotor de Justiça Amaury Ricciotti, e que irá se defender das acusação. “Político que não tem rabo preso não deve temer nada” disse ele.

8ª)

O Pe. Fabiano, da Diocese de Uberaba-MG, foi tirar umas férias em Caldas Novas-GO, e numa sauna se engraçou com um garotão de 15 anos com visíveis problemas mentais. O adolescente denunciou a perturbação à sua mãe que por sua vez avisou a polícia e o Pe. Fabiano está preso. A pedofilia na Igreja foi condenada recentemente pelo Papa Francisco que declarou: “Bispo que esconder essas coisa será demitido”.

9ª)

O deputado federal Jair Bolsonaro terá na sua vinda a Campo Grande uma segurança atenta e total. É que ele tem a língua destravada e fala muita coisa que a esquerda não quer ouvir. Dizem que tem muitas gente pagando caro por ‘ovos podres’ para receber festivamente o deputado que virá dia 9 (quinta-feira) a Campo Grande na festa de lançamento da candidatura do Cel. Davi a prefeito, pelo PSC.

10ª)

O TJMS poderá afastar Alcides Bernal do cargo. Essa é a nova para esta semana. Alcides se segura no cargo por uma liminar, mas sua péssima administração e os rolos em que ele está metido estão refletindo duramente no Tribunal que o reconduziu e deixou o MPE vulnerável porque dizem que Bernal é um “produto” do Ministério Público. Tudo isso poderá influenciar na queda do prefeito. Para o seu lugar fala-se no nome do presidente da Câmara.

Amanhã eu volto.

Fuuuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários