As ‘dez’ mais

Quarta-feira, 27 de julho de 2016.

1ª)

Dagoberto Nogueira Filho (PDT) desabafou ontem no Facebook que está tão decepcionado com o PT, que não quer saber de petista nem pintado de ouro. Abrindo a ‘mala de ferramentas’ acusou o PT de traição e disse que agora o partido prefere um desempenho vexatório que se juntar com o PDT. Terminou a nota em tom de pesar dizendo: “Daqui pra frente, falou em PT, tô fora!”.

2ª)

Um comentário fraquinho dos advogados de defesa dos réus da Coffee-Break causou terremoto no Ministério Público Estadual. O advogado Renê Siufi achou “muito estranho” e “gravíssima” a sonegação de dados na peça acusatória do Gaeco. O desembargador Bonassini ampliou os prazos para as defesas dos advogados. Os advogados que conheceram o libélo acusatório taxaram as acusações de  frouxas, inconsistentes e impalpáveis.

3ª)

Morreu ontem no Rio de Janeiro, aos 87 anos de idade, o flautista Altamiro Carrilho. Ele havia passado mal na segunda-feira. Tinha problemas pulmonares. Altamiro foi um virtuose da flauta transversal e gravou mais de ‘duzentas’ composições e mais de uma centena de discos.

4ª)

O ex-promotor do Gaeco, Marcos Alex Vera, agora secretário-geral do órgão, autorizou a compra de uma caminhonete S-10 completona, top de linha. Valor: R$ 107 mil. Assinou a compra de duas luxuosíssimas poltronas que custaram cada uma R$ 5.850 reais. Quando a notícia explodiu nas redes sociais, houve novo terremoto no órgão, que imediatamente tentou explicar as extravagâncias. Sobre as poltronas disseram que elas foram adquiridas para substituir as antigas que eram ‘muito usadas’.

 5ª)

Ministério Público Federal mandou prender 3 delegados da PF, que juntos receberam R$ 800 mil para evitar investigações  sobre fraudadores da Previdência, transformando a Deleprev num balcão de negócios e de impunidade. Estão no xilindró os delegados: Ulisses Francisco Vieira Mendes, Rodrigo Cláudio de Gouvea Leão e Carlos Bastos Valbão. Como diz o velho adágio: ‘Pau que bate em Chico, também bate em Francisco’.

6ª)

Está todo mundo querendo saber quem foi a Grã-fina desta sociedade que foi comprar ‘pó’ em Ponta Porã e acabou presa. No momento da prisão dizem que ela teve um ‘xilique’, mas mesmo assim foi recolhida e autuada por tráfico.

7ª)

Para explicar a fragilidade da Coffe-Break, o advogado Dr. Fábio Trad reuniu a imprensa nesta manhã em seu escritório para dar uma coletiva. Toda a investigação está passando pela chamada ‘depuração’, e é bem capaz que dela sobre apenas um monte de papéis inservíveis e histórias irreais.

8ª)

Sem avisar nada e de surpresa, o poderoso RR Soares veio em Campo Grande e destituiu do comando da TV-Guanandi (Canal -13) os diretores: Maurício Andreolli e Salvador Sandim, confinando-os no SBT. Vem por ai, novidade no setor televisivo da Capital.

9ª)

A TV-Guanandi é o único canal de televisão que ainda não se modernizou em nossa Capital. Continua operando com velhos e ultrapassados equipamentos analógicos, e está terminando o prazo para que ele passe a operar como digital. Para isso essa empresa precisa de 30 milhões de reais. Dizem que o clima por lá está ácido.

10ª)

O Ministério Público Estadual está sofrendo revés. Agora foi oficialmente denunciado pela prática de ‘denuncismo’, e quem está de olho nisso tudo é o Conselho Nacional do Ministério Público, que há algum tempo vem recebendo denúncias sobre membros do órgão. Dizem que está no ar uma reviravolta ‘jurídica e política’ de grandes proporções, e que ela poderá chegar a qualquer instante. Estamos de olho.

Amanhã eu volto.

Fuuuuuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários