As ‘dez’ mais

Quarta-feira, 28 de Setembro de 2016.

PRIMEIRA:

O “debate” no SBT foi cansativo. Sem propostas, mal organizado e levou o telespectador mais cedo pra cama. O nível sofrível dos “debatedores” mostrou já nos primeiros arranques que daquele mato não sairia coelho.

SEGUNDA:

Gilmar e Andréia Olarte estão ‘tornozelados’ e fora da cadeia. Regras rígidas no “lombo” deles. Não poderão sair de casa nos finais de semana e se fizeram gracinha ou derem uma de ‘espertinhos’ voltarão pra “tranca”.

TERCEIRA:

A libertação de Olarte fecha um perigoso ciclo para a permanência do ‘reconduzido’. A matemática é fácil: Dia 3 essa a liminar que o sustenta poderá ruir. Se tiver ‘segundo turno’ e a prefeitura indo para as mãos do PSDB, a candidata do governo ganha superpoderes.

QUARTA:

Por enquanto tudo ainda é mera suposição, mas essa futurologia política tem fundamentos sólidos. Sem Bernal no segundo turno e fora do cargo quem assume é o presidente da Câmara João Rocha. Nesse caso o governo ficaria com a “faca” e o “queijo” na mão.

QUINTA:

O candidato Cel. Davi quis fazer “gracinha” ontem numa colocação no “debate”, mas acabou dando um tiro no próprio pé ao dizer que “Ia botar ordem no galinheiro” referindo-se à Prefeitura de Campo Grande. Numa reta final, uma fala desastrada dessas é pra perder muitos votos.

SEXTA:

A senadora Gleisi Hoffmann e seu marido Paulo Bernardo agora são réus oficialmente na Lava-Jato. Estão formalmente acusados de receber propina no esquema da Petrobrás. A denúncia foi recebida pela 2ª Turma do STF.

SÉTIMA:

Polícia Civil acusada por deputados de coagir candidatos nas cidades de Iguatemi, Bonito, Jardim e Água Clara. Segundo eles “dá a impressão que a entidade está sendo usada pelo governo para favorecer candidatos”.

OITAVA:

Duas pesquisas do IPEMS agita o interior: Em Terenos, o candidato Dr. Renato (PSDB), está com 55,41{d124abb9778216420301f7a7fdee54f2d809ca471a8d69088da1a3e9d609e3df}. Donizete Barraco (PMN) com 36,06{d124abb9778216420301f7a7fdee54f2d809ca471a8d69088da1a3e9d609e3df} e Clenilson Silvério (PRB), 2,80{d124abb9778216420301f7a7fdee54f2d809ca471a8d69088da1a3e9d609e3df}. Brancos/ nulos/indecisos 5,73{d124abb9778216420301f7a7fdee54f2d809ca471a8d69088da1a3e9d609e3df}. Registro TRE/MS nº MS-00567/2016. Em Jardim Guilherme Monteiro (PSDB), 45,77{d124abb9778216420301f7a7fdee54f2d809ca471a8d69088da1a3e9d609e3df}; Erney do PT, 34,45{d124abb9778216420301f7a7fdee54f2d809ca471a8d69088da1a3e9d609e3df} e Pastor Elcio (PEN), 3,98{d124abb9778216420301f7a7fdee54f2d809ca471a8d69088da1a3e9d609e3df}. Brancos/nulos/indecisos:15,80{d124abb9778216420301f7a7fdee54f2d809ca471a8d69088da1a3e9d609e3df}. Registro TRE/MS nº MS-03490/2016.

NONA:

Das 20 viaturas do SAMU só 11 estão funcionando. A Capital está operando sem reserva de viaturas. Muitas estão funcionando já no ‘pau da viola’. Essa é a situação caótica da saúde de Campo Grande.

DÉCIMA:

Tem gente preocupada com a ‘delação premiada’ que dizem que poderá ser feita por Gilmar Olarte. É que tem muitas coisas para explicar, inclusive a compra de salas cujos documentos foram apreendidos na loja de Andréia Olarte. Há também outros assuntos, especialmente da nomeação de 3 mil funcionários na Secretaria de Educação que custaram fortuna para a Prefeitura.

Amanhã eu volto.

Fuuuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários