As Dez Mais

Quarta-feira, 05 de Abril de 2017.

Primeira:

A vaia da gurizada contra o governador, na inauguração de uma escola estadual em Dourados, teve ontem profundas repercussões e desdobramentos. Comenta-se, lá pras bandas da governadoria, que “cabeças irão rolar”.

Segunda:

Para o vereador Odilonzinho (PDT), o governador precisa levar em conta de que as vaias partiram de crianças e adolescentes, e isso pode ser um reflexo daquilo que já está acontecendo publicamente com a imagem do atual governo”.

Terceira:

Os ‘100 Dias’ da “Lua-de-mel” entre a atual administração e o povo já está batendo na porta da nossa prefeitura. O jornal ‘O Estado’, de hoje, publica na capa um enorme buraco no Rita Vieira e diversas placas contra a morosidade dos serviços.

Quarta:

Há quase um mês na nossa mão e não conseguimos viabilizar a reversão de uma ‘colostomia’ para um paciente que conseguiu o impossível: Se curou de um câncer de intestino, mas pode morrer por falta da reversão da operação.

Quinta:

As coisas não devem mesmo estar fáceis no setor da saúde. Mandamos o pedido de “S. O. S” para o prefeito, seu secretário de Governo, seu Assessor imediato, para a Santa Casa e para o Hospital Regional. Todo mundo continua ‘empurrando com a barriga’, sem que ninguém resolva a tal reversão de colostomia. Há ‘nove’ meses o paciente está em busca de socorro.

Sexta:

Uma auditoria do Ministério da Saúde constatou que: de 2012 a 2017, “sumiram” das contas da Santa Casa R$ 1,17 milhão de reais, em verbas federais. Se não devolverem o dinheiro, o Ministério Público Federal vai mandar bloquear bens dos envolvidos. Se brincarem, acabarão atrás das grades.

Sétima:

O recapeamento que o Exército está fazendo em Campo Grande na Guia Lopes com a Brilhante, está à passos de tartaruga. A “coisa” simplesmente não anda. O ritmo lento deixa o trânsito confuso e moradores descontentes e irritados. Já começam achar não ter sido uma boa ideia a convocação dos “milicos” para realizar a obra.

Oitava:

Em Ponta Porã uma adolescente fez uma ‘selfie’ peladona e mandou no “Zap” para uma amiga. Esta, por sua vez, jogou a foto na rede tornando-a pública. O pau comeu entre elas dentro da escola que frequentam, mas dizem que, o que já está ruim poderá ficar pior. Em se tratando de fronteira, tudo é possível.

Nona:

Comentário de que a reportagem de BOCA DO POVO sobre a dificuldade de Anastácio em solucionar o problema da Saúde, improvisando o transporte de doentes, mas gastando quase meio milhão na tal “Festa da Farinha” poderá levar ao cancelamento da festa. Um promotor de Justiça da cidade entrou com pedido acabando com a gastança desnecessária quando há muita coisa onde a verba seja aplicada.

Décima:

O ‘Correio do Estado’ demitiu ontem 15 jornalistas. Hoje circulam comentários de que o jornal poderá deixar de fazer sua tiragem aos domingos. Não é a crise, mas os cortes de gastos que as empresas estão fazendo para se adaptar aos novos tempos. O “Correião” continua firme e forte na sua missão de bem informar.

Amanhã eu volto.

Fuuuuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários