As Dez Mais

Terça-feira, 16 de outubro de 2018.

Primeira:

Delcídio do Amaral esteve hoje no programa BOCA DO POVO/FM-101.9 e falou sobre sua campanha política meteórica que em “doze” dias conseguiu 120 mil votos. ‘Voltei para marcar espaço, mas continuar no jogo” disse ele.

Segunda:

Virou confusão o acerto feito atrás das grades entre o filho do candidato Odilon de Oliveira (PDT) e o ex-governador André Puccinelli (MDB). Enquanto o pai diz que seu filho – coordenador da sua campanha – foi ao presídio visitar Puccinelli Jr., a executiva do PDT diz que o encontro foi político.

Terceira:

O desencontro de informações, com o filho dizendo uma coisa e o partido dizendo outra, está trazendo desgaste para o discurso de seriedade, ética e combate à corrupção que era uma mercadoria forte vendida pelo ex-juiz no primeiro turno.

Quarta:

E o IBOPE se rendeu ao candidato Bolsonaro. Os números publicados ontem foram ‘acachapantes’. O Capitão – como está sendo chamado – apareceu com 59% e seu adversário petista Haddad com 41%. Estrategistas afirmam que a vantagem de Bolsonaro tende a se ampliar com a chegada da reta final.

Quinta:

Novidade de ontem foi a chamada ‘Operação Trapaça’ da Polícia Federal, que indiciou o empresário Abílio Diniz por estelionato, organização criminosa e falsidade ideológica. Na lista de indiciados estão 42 pessoas entre eles o ex-diretor-presidente mundial da BRF Pedro Faria. Como dizia o saudoso Tancredo Neves: “Quer segredo?… atravesse a rua”.

Sexta:

A CCRMSVia poderá ser alvo de uma CPI na Assembléia legislativa estadual. Há denúncias que a concessionária da rodovia Br-163, usou dinheiro gerado pelos pedágios de Mato Grosso do Sul para executar as obras exigidas em Mato Grosso. O assunto está na pauta dos nossos deputados.

Sétima:

O ex-governador André Puccinelli, agiu ‘à-la-Jânio Quadros’, mandando um bilhetinho desmentindo que sua esposa D. Beth tenha dito que estaria disposta a fazer ‘delação premiada’. Puccinelli disse que não há crime, portanto, nada a ser delatado.

Oitava:

Quem plantou e colheu soja está rindo à toa. O grão subiu 38,3% em relação ao mesmo período do ano passado e está custando R$ 82,61 a saca. O grão continua sendo um excelente negócio, favorecido pelas condições climáticas.

Nona:

A Corregedoria da Polícia Militar prendeu dois policiais militares que assaltaram uma residência em Dourados. Eles usavam toucas ninjas, mas na hora do assalto a touca de um deles caiu sendo ele reconhecido pelas vítimas. Alan Dyones dos Santos Silva e Douglas Walker Dávalo de Oliveira estão presos.

Décima:

Morreu aos 78 anos o radialista Gil Gomes. Ele foi um ícone do rádio policial e estava afastado das lides com Parkinson e câncer. Gil estava internado num hospital de S. Paulo e teve várias complicações. Sem ele a crônica policial ficou mais pobre.

CHICOTADA DO DIA!

Está depressiva figurinha que achava que seria eleita deputada federal e não foi. De esfuziante e saltitante na disputa política, depois do resultado ficou depressiva, chorando dentro de um quarto escuro e não querendo ver ninguém. Não aceitar a derrota é muito triste. Se a pessoa jogar tudo imaginando-se eleita, corre o risco de bater com a cara na porta porque eleição continua sendo uma ‘caixinha de surpresa’.

Meus amigos:

Rocha, do Restaurante Hong Kong; Minha amiga Marly, ouvinte assídua da 101.9; Jornalista Dante Filho; Junior Avesani da Cervejaria Moema; Antonio Cotrim que retornou de NY; Jornalista Laura do Amaral. ANIVERSARIANTES DO DIA!: Juliana Campos; Carolina Mendes Dias e Maria Fernanda Tedesco Rodrigues.

Amanhã eu volto.

Fuuuuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários