As ‘dez’ mais

Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016.

(Faltam: 19 dias para o Natal).

PRIMEIRA:

Campo Grande amanheceu sem os coletivos que transportam pessoas dos bairros para as linhas tronco. A chantagem foi é de responsabilidade do Sindicato dos Motoristas e Cobradores. Eles querem aumento. As empresas se negam a dar porque não receberam aumento no preço das passagens.

SEGUNDA:

Falando em dinheiro curto: A Prefeitura de Campo Grande disse que ficou surpresa com a atitude da H2L que bloqueou todas as impressoras alugadas na Central do Cidadão. Elas estavam sendo usadas com papéis inadequados numa improvisacão desleal e antiética da qual Bernal é um “expert”. Dizem que os técnicos da Central de Informática estão quebrando a cabeça para desbloquear as máquinas, o que é crime. Nos últimos dias de Bernal a prefeitura voltou na base da canetinha Bic.

TERCEIRA:

Marquinhos Trad (PSD) foi ontem no programa do Picarelli. Pediu ao povo para que “não pague IPTU até que ele assuma a prefeitura”. Vai manter até o dia 10 de janeiro o desconto de 10{d124abb9778216420301f7a7fdee54f2d809ca471a8d69088da1a3e9d609e3df} para os pagamentos à vista. Com a falta de credibilidade da atual administração, é possível que o dinheiro arrecadado não seja aplicado naquilo que a cidade precisa.

QUARTA:

Com o afastamento de Renan Calheiros da presidência do Senado por uma liminar conseguida pelo partido Solidariedade, quem assume o lugar dele é o senador acreano Jorge Viana, do PT. Ele já avisou que “Não irá votar nada enquanto o imbróglio não se resolver”.

QUINTA:

O Governo do Estado vai começar usar o rádio para chegar à toda a população sul-mato-grossense. Acontece que, nas cidades – principalmente no interior do Estado – as televisões assistidas são via parabólicas. O povo do nosso interior está mais informado do que se passa noutros estados que daqui. Infelizmente nossas ‘tevês’ não alcançam o interior. Essa integração só se consegue através do Rádio.

SEXTA:

Com base nesse estudo, o Governo Estadual montou um belo stúdio de gravação anexo à Coordenadoria de Comunicação, que já já está produzindo publicidade em forma de ‘programetes’. Comenta-se, que para o próximo ano, o Governador Reinaldo Azambuja fará um programa semanal dando conta das ações do seu governo.

SÉTIMA:

A Família Trad parece estar empenhada em desmistificar ‘fatos e boatos’ que eles não prestigiam os amigos e sempre acabam apostando nos paparicadores. A ordem agora é prestigiar os amigos e esquecer os aduladores que aproximam apenas para tirar proveito.

OITAVA:

Nada mais racional e justo que o projeto sobre ‘abuso de autoridade’. Isso dará equilíbrio na relação Ministério Público, Justiça e a sociedade. Quem fizer “caca” vai ser penalizado e pagar do próprio bolso pelos excessos cometidos. É impossível que esse projeto não seja aprovado. Isso irá acabar com aquelas operações midiáticas e espalhafatosas costumeiras do tal Gaeco.

NONA:

A boliviana Célia Castelo Monastério fugiu da Bolívia para o Brasil onde veio pedir asilo. Por não observar o plano de vôo falho da LaMia e deixar que o avião decolasse sem a observação de segurança de vôo, obrigando a aeronave programar uma escala técnica, ela foi afastada do cargo e corre o risco de pegar até 4 anos de cadeia.

DÉCIMA:

A Polícia Civil indiciou 17 pessoas ligadas ao grupo de extermínio chefiado pelo tal Nando, do Danúbio Azul. Inicialmente comentou-se que seriam 13 oe desaparecidos, mas acredita-se que esse número poderá chegar a mais de 50 pessoas. Ontem mesmo acharam outra ossada. E PRA TERMINAR: A Eliza Matsunaga – também chamada Eliza “Picadinho” – foi condenada a 19 anos de caceia e mais um ano e um dia por ter matado, esquartejado e ocultado o corpo do marido, dono da Ioki.

Amanhã eu volto.

Fuuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários