As ‘dez’ mais

Benedito de Paula Filho

Segunda-feira, 14 de Novembro de 2016.

(Faltam: 41 dias para o Natal)

Primeira:

Passada a eleição e com Rose Modesto (PSDB) derrotada, começam aparecer os “motivos” por que ela não crescia nos arredores da Capital, apesar da fantástica ‘Caravana da Saúde. Rose não conseguia passar pelo filtro do Movimento Comunitário que está “bicudo” com o governador.

Segunda:

A culpa desse “entrevero” seria do Carlos Alberto Assis, que na eleição do governador fechou com o Movimento Comunitário, assinou documento de compromisso e não cumpriu o assumido, aliás, nunca mais recebeu os líderes desse forte movimento. Rose foi o exemplo daquilo que poderá acontecer em 2018, caso providências urgentes não sejam tomadas, prevenindo o “breque”.

Terceira:

A Dra. Tânia Mara Garib que tem uma inestimável folha de bons serviços prestados à Assistência Social da prefeitura e do estado, está de volta a nossa Capital e à disposição do serviço público. Se os “tucanos” não estivessem empenhados em fazer uma administração “sangue azul” deveriam chamá-la para a Sedhast que está mais parada que água de poço. Aí Reinaldo iria conhecer o que “é” bom funcionamento de um setor que não conseguiu levantar vôo.

Quarta:

Há comentários que o prefeito eleito Marquinhos Trad (PSD), está formando uma equipe técnica para sua administração, e entre seus cogitados já apareceu o nome da Dra. Tânia Garib que não recebeu nenhum veto, mas dezenas de elogios. Pode ser que o Estado continue sua política de “sangue azul”, ignorando essa, que conhece tudo sobre ação social, perdendo assim, mais uma oportunidade de se redimir em relação à Sedahast, que no comando de Rose Modesto não conseguiu explicar a “quê” veio.

Quinta:

Indiferente às cogitações, Tânia Garib está empenhada em compor a chapa que disputa a presidência do Conselho Regional de Odontologia – que é sua profissão – o que reforça ainda mais seu gabarito como pessoa pública e respeitada em todos os setores desta sociedade.

Sexta:

Numa animada roda de conversa num restaurante chique desta Capital, fiquei sabendo da existência de “corretores” que conseguem cobrar e receber do Bernal desde que o interessado pague ágio pelo que possui de haveres na prefeitura. Disseram até que esse deságio, para “amigos”, está em torno de 30{d124abb9778216420301f7a7fdee54f2d809ca471a8d69088da1a3e9d609e3df}. Comentaram até, que o rombo a ser deixado para o futuro prefeito será algo em torno de 380 milhões.

Sétima:

A Inglaterra está deportando imigrantes ilegais, desde que eles se apresentem espontaneamente à polícia. Acontece que, um imigrante ilegal preso antes de ser deportado custa ao governo desse país cerca de 40 mil reais. Deportado à pedido, custa 4 mil reais. Por uma questão de economia, fica mais barato o imigrante ilegal pedir para ser deportado sem criar confusão com a polícia de imigração. Uma solução inteligente e econômica.

Oitava:

Jovem tomou todas no Fly Bar, a ponto de entrar em coma alcoólico e morrer ao ser socorrido pelo SAMU ao ser levado para uma UPA. Isso serve para sentir a “barra” do que são as noitadas em nossa Capital, bem na “cara” das nossas autoridades. Juntando-se às barbaridades de final de semana, um carro dirigido por um motorista bêbado caiu no córrego e matou todos seus três ocupantes. Final de semana na Capital está do jeito que você sai, e não sabe se volta.

Nona:

Hoje é ponto facultativo, mas adivinhem se tem algum órgão público funcionando. Emendaram tudo desde sábado. São ‘quatro’ dias de ‘pé pra cima’ e paradeira justamente num país de economia “quebrada” e que precisa produzir. Mas aí fica a pergunta que ninguém sabe responder: Produzir pra vender pra quem?”…

Décima:

Apesar de toda aparente “lhaneza” entre Bernal e a equipe de transição de Marquinhos Trad (PSD), as coisas não estão andando como deviam. Dizem que não será novidade se o futuro prefeito chamar uma inspeção extraordinária do Tribunal de Contas para apurar quanto é realmente o “rombo” que o prefeito atual está deixando. Dizem até, que o reconhecimento de Bernal como prefeito legítimo servirá para que ele responda pelos erros cometidos que ficarão nas suas costas por 20 anos. Alguém me disse, que Bernal terá muita sorte de não acabar na cadeia.

Quarta-feira eu volto.

Fuuuuuuuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários