As Dez Mais

Quarta-feira, 17 de outubro de 2018.

Primeira:

O prefeito Aluisio São José, de Coxim, considerado um dos prefeitos mais ‘caloteiros do Brasil’, está enfrentando uma greve de servidores. Foram 50 dias de conversa ‘fiada’ do prefeito. O funcionalismo coxinense passando fome e catando bituca.

Segunda:

Deputados estaduais estão pensando seriamente numa CPI para apurar se a CCRMSVia usou em obras de Mato Grosso dinheiro arrecadado dos pedágios de Mato Grosso do Sul. Lá a classe política “chiou” e deu resultado. Aqui nenhum político levantou a voz e a concessionária da Br-163 fez o que quis. Essa é a diferença entre a política cuiabana e a nossa.

Terceira:

O pacto do PDT com o MDB, feito na Cela 17 do Presídio, está derretendo a candidatura do ex-juiz Odilon de Oliveira, que falou tanto em dignidade, moralidade e ética, mas acabou pedindo o “penico” para o ex-governador André Puccinelli, que ele tanto condenou.

Quarta:

O deputado federal Beto Pereira, do PSDB, deverá ocupar uma secretaria de governo para que os “tucanos” acomodem o derrotado Geraldo Rezende. Beto está ouvindo conselhos. Dizem que ele é candidatíssimo ao governador daqui a 4 anos.

Quinta:

Por conta de boatos de que seria resgatado pelo ‘Crime Organizado’, o subtenente PM Sílvio César Molina Azevedo acabou transferido sob forte escolta para o Presídio Federal. Silvio é considerado preso perigoso e apontado como chefão de uma quadrilha de tráfico internacional que age no cone-sul do estado.

Sexta:

O MDB encolheu tanto que a desunião interna desconhece e desobedece até a voz de comando do poderoso chefão André Puccinelli. Metade do partido está apoiando o PDT. O partido literalmente encolheu e se dividiu. Dizem até que os ‘emedebistas’ que sobraram, cabem num fusca.

Sétima:

O Congresso Nacional está de cara nova. Dos 32 senadores que disputaram a reeleição neste ano, só 8 voltaram. Na Câmara Federal a renovação atingiu mais da metade dos congressistas. Dos 513 deputados, 251 voltaram reeleitos e 262 são novos. Taxa de renovação: 51,07%.

Oitava:

O MDB foi o partido que mais encolheu nesta eleição. Em 1990 sua bancada federal era de 108 congressistas. Está reduzida para 34; O PT, que em 2002 chegou a 91 congressistas, está reduzido para 56; O PSDB, que em 1998 chegou a 99, está reduzido para 29.

Nona:

O Canadá acaba de legalizar a maconha para o uso recreativo. Pela lei, os canadenses acima de 18 anos, poderão comprar e cultivar a erva. Essa era a plataforma de campanha eleitoral do primeiro ministro canadense Justin Trudeau, em 2015.

Décima:

Na fronteira a “coisa” continua na base da bala. Nesta manhã, em Pedro Juan, duas mulheres foram executadas a tiros e facadas. Os corpos foram desovados no lixão da cidade. As vítimas são: Eliza Villagra (19) e Rachel Chamorro (16). Elas estavam envolvidas no roubo de uma caminhonete que pertencia a um vereador em Dourados. O veículo já foi recuperado e devolvido.

CHICOTADA DO DIA!

O Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de nosso estado, pediu ao STF e conseguiu liminar suspendendo uma lei estadual que garante transporte gratuito aos doentes renais crônicos. Semanalmente eles são submetidos a três sessões de diálise. A suspensão prejudica 1.500 desses pacientes. São pessoas pobres que se beneficiavam desse tipo de transporte. O pedido vergonhoso, suspenso por sentença do ministro Luís Roberto Barroso, do SFT, vai agora a plenário. Uma vergonha!.

Meus amigos:

Dr. Abel Carvalhal; Mj. Penrabel, dos Bombeiros; Alfredinho Zamlutti Neto; José Lourenço, de Londrina.

ANIVERSARIANTES DO DIA:

Rafaela Recalde Schineider; Raquel Genta e Rosane Lima.

Amanhã eu volto.

Fuuuuuuuuuuuui.

Comentários

Comentários