SUELI VEIGA: Presidente da FETEMS

FETEMS: 40 anos de conquistas!

SUELI VEIGA MELO (53): Presidente em exercício da Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul – FETEMS. Membro do Conselho Estadual e Educação, representando a FETEMS. Secretária Adjunta de Formação Sindical da Central Única dos Trabalhadores – CUT. Coordenadora Geral da Escola Centro-Oeste de Formação Sindical da CUT – Apolônio de Carvalho – ECO/CUT. Formada em Pedagogia, Professora e Especialista em Educação na Rede Estadual do MS. Possui Especialização em Deficiência Auditiva. Pós-Graduação em Metodologia do Ensino – Especialização. Pós-Graduação: Economia do Trabalho e Educação Sindical. Mestranda na área Estado, Governos e Políticas Públicas.

*Por B de Paula Filho

Boca: Quem é a FETEMS e o que ela faz?
Profa. SUELI VEIGA – “A FETEMS é uma entidade sindical que reúne 74 Sindicatos Municipais de Trabalhadores (as) em Educação de todo o Estado. Temos mais de 25 mil filiados, entre professores, funcionários administrativos, coordenadores e diretores de escola das redes estadual e municipais. Em 2019 completaremos 40 anos de luta e trabalho em defesa de uma educação pública de qualidade para todos. Educação de qualidade precisa de profissionais qualificados e valorizados. Por isso defendemos a valorização profissional (formação, remuneração, carreira, direitos, benefícios, melhoria das condições de trabalho para todos os trabalhadores (as) em educação).

Boca: Quais as dificuldades e conquistas da FETEMS nesses 40 anos?
Profa. SUELI VEIGA – “Passamos por períodos difíceis: luta, mobilização, greves e conquistas. Saímos da falta de condições e de infraestrutura das escolas, sem materiais didáticos e pedagógicos, profissionais sem formação e pagamentos atrasados, além de Plano de Cargos e Carreira que se resumiam apenas em promessas, e um grande contingente de crianças de 7 a 14 anos fora da escola… para conquistarmos na atualidade melhores condições de trabalho e de salários. Avançamos em todos os aspectos, da educação básica e superior; na melhoria das condições das escolas; implantação de um estatuto dos profissionais da educação; garantia de um piso salarial profissional para os professores; formação dos administrativos no Profuncionário (formação de nível técnico para os administrativos na área de atuação); realização de eventos, seminários, congressos e conferências. Já realizamos o 26º. Congresso Estadual e a 7ª. Conferência Estadual de Educação da FETEMS, dentre outras conquistas”.

Boca: Quais as principais bandeiras de lutas atuais?
Profa. SUELI VEIGA – “Nossas principais reinvindicações atuais, são: O cumprimento do Plano Nacional e Estadual de Educação e todas as suas Metas dentro dos prazos previstos; b) apoio aos Cursos Técnicos de Nível Superior para os Administrativos da Educação; c) critérios objetivos para a convocação de professores com classificação de títulos e tempo de serviço, por município; d) concurso público para suprir todas as vagas puras existentes no Quadro para professores e administrativos da educação; e) cumprimento do reajuste do Piso Salarial previsto na Lei 200, de 13 de julho de 2015, que estabelece reajuste para o mês outubro de 2018; f) cumprimento na íntegra a Lei 11.738/2008, que versa sobre o Piso Salarial Nacional dos Professores e da Lei 200, de 13 de julho de 2015, que estabelece o cronograma para a efetivação do Piso para 20 horas até o mês de janeiro de 2021; garantia de Eleição para diretor e diretor adjunto em todas as unidades escolares, com capacitação após a eleição; incorporação imediata do Abono Salarial de 200,00 (duzentos reais) do administrativo da educação; a reformulação do Estatuto dos (as) Profissionais da Educação, com inclusão imediata do nível de Doutorado; com promoção funcional automática; piso salarial para o administrativo; regulamentação da jornada de 30 horas semanais; gratificação para o Curso Técnico Superior; unificação da data base e dos reajustes e outras adequações voltadas para a valorização profissional”.

Boca: O Edital do concurso vai movimentar muita gente…
Profa. SUELI VEIGA – “Essa é uma conquista fruto da luta e do empenho de todos nós. A realização imediata do concurso para professores (as) e administrativos (as), cujo Edital saiu dia 4 de outubro é uma realidade. São 1,5 mil vagas, das quais 500 são para funcionários (as) e administrativos, sendo, 178 vagas para agentes de limpeza e 168 para agentes de merenda, que exigem ensino fundamental completo e, de nível médio, são 154 vagas de assistente de atividades educacionais. Para professores são 1.000 vagas, distribuídas da seguinte forma: Artes, 123 vagas; Biologia, 80; Educação Física, 51; Filosofia, 29; Física, 106; Geografia, 53; História, 58; Inglês, 49; Português, 49; Matemática, 277; Química, 97 e Sociologia, 28 vagas”.

Boca: Vamos falar sobre a importância do concurso público?
Profa. SUELI VEIGA – “A realização do concurso é conquista e luta da FETEMS, dos SIMTEDs, dos trabalhadores (as) em educação e da sociedade sul-mato-grossense porque avança no sentido da garantia da educação pública e combate à privatização, à terceirização e à precarização que vem acontecendo na educação brasileira. A educação se faz com cada um (a) que trabalha, que luta, que se dedica, que ensina e que aprende todos os dias, em cada uma das nossas escolas, por isso, desejamos bom concurso aos candidatos (as), que sejam bem-vindos (as) a esta nobre e transformadora profissão e à categoria dos trabalhadores (as) em educação e que contem com a FETEMS e com os SIMTEDs como um instrumento de luta por seus direitos.

Boca: Por que o concurso é importante?
Profa. SUELI VEIGA – “O concurso para a educação é importante, especialmente, neste mês de outubro, em que comemoramos o Dia do Professor – 15 de outubro e o Dia dos Servidores Públicos – 28 de outubro. Parabéns aos Professores (as) e aos Funcionários (as) Administrativos (as) da Educação pelo Dia dos Professores e dos Servidores (as) Públicos (as)!”.

Boca: Algo mais?
Profa. SUELI VEIGA – “Aproveito para cumprimentar e agradecer o espaço que nos foi cedido por BOCA DO POVO e FM-101.9. É a nossa oportunidade manifestar através destes dois importantes órgãos de imprensa aos nossos associados e à sociedade de forma geral.
FETEMS marca seus 40 anos de lutas em defesa da educação e da valorização profissional. Que continuemos lutando e sonhando juntos. Que possamos cada vez mais defender a nossa democracia. Nenhum Direito a Menos. Muito obrigada!”.

Comentários

Comentários