Solidariedade quer eleger 40 vereadores 2 prefeitos e 3 vices em MS este ano

O Partido Solidariedade (SDD) em Mato Grosso do Sul pretende eleger pelo menos 40 vereadores, dois prefeitos e três vices-prefeitos nas eleições deste ano. A meta foi estabelecida durante encontro regional em Campo Grande onde dezenas de lideranças políticas da Capital e interior do Estado estiveram presentes para filiação ao partido e receber orientações sobre a plataforma do partido e das regras eleitorais que estão em vigor este ano.

A solenidade de filiação contou com a presença do presidente nacional do partido, o deputado federal Paulino da Força (sindical). O governador Reinaldo Azambuja (PSDB), a vice-governadora, Rose Modesto e os deputados federais Carlos Marun (PMDB) e Geraldo Resende (PMDB), deputado estadual, Ângelo Guerreiro (PSDB) também prestigiaram o evento.

“O Solidariedade vai se fortalecer muito nas eleições deste ano. Teremos condições sim de elegermos pelo menos 40 vereadores em todo Estado e dois ou mais prefeitos e vice-prefeitos”, afirmou Idelmar da Mota Lima, presidente regional do Solidariedade.

O vereador Herculano Borges, presidente do diretório municipal do partido em Campo Grande também não tem dúvida do grande salto que o partido dará a partir das eleições deste ano, elegendo parlamentares na maioria dos municípios de Mato Grosso do Sul.

IMPEACHEMENT – Paulinho da Força pediu a união de todos para trabalhar em benefício do país. Ele voltou a tecer duras críticas ao governo do PT, que teria roubado em praticamente todos os órgãos públicos. Ele é um dos parlamentares que empunha a bandeira do impeachement da presidenta Dilma Rousseff. “Ela não tem condições morais e nem competência para governar este país. Só com a saída dela o país vai começar a andar e sair logo dessa crise”, afirmou.

Carlos Marun também criticou a presidenta Dilma Rosseff e voltou a reafirmar que ela mentiu para o povo brasileiro para se reeleger e que por esse motivo não merece o respeito das pessoas. Ele também defendeu a saída dela do poder.

SOLIDARIEDADE – O governador Reinado Azambuja elogiou o fortalecimento do partido Solidariedade em Mato Grosso do Sul e no Brasil. A vice-governadora Rose Modesto disse que o PSDB e o Solidariedade se confundem no Estado devido à afinidade dos dois partidos. “Somos muito grados por essa parceria com o Solidariedade em Mato Grosso do Sul”, afirmou.

Reinaldo Azambuja disse que a falta de interesse das pessoas com a política é reflexo da má gestão da atual administração do Governo Federal. “Se nós não gostarmos de política, outros gostarão e entrarão por interesse próprio. Por isso, a responsabilidade do SDD é grande, em ter de apresentar bons nomes para a legenda”, afirmou. O governador elogiou o fortalecimento do partido que recebeu a adesão de novas lideranças políticas de todo o Estado.

HOJE TEM MAIS – O SDD volta a se reunir nesta sexta-feira em Campo Grande para tratar de outros assuntos relativos às eleições deste ano. O encontro será no auditório do Hotel Vale Verde, a partir das 9 da manhã.

Comentários

Comentários