Siufi pede interferência do Poder Público para que 46 famílias não sejam despejadas

Foto: Luciana Nassar

O deputado estadual Dr. Paulo Siufi (MDB) subiu à tribuna, durante a sessão plenária desta terça-feira (25), para pedir apoio do Governo Estadual e da Prefeitura de Rio Verde de Mato Grosso para que 46 famílias desta cidade não sejam despejadas.

Segundo explicou o parlamentar, que esteve em Rio Verde no último sábado (22), os moradores alugavam casas de um homem de codinome Pelé. “Porém, o tal Pelé foi preso por tráfico de drogas e teve seu terreno confiscado pela União. As famílias receberam notificações para saírem dos imóveis em 90 dias, mas muitas não têm para aonde ir. Há idosos, recém-nascidos, mulheres e crianças”, disse.

Siufi ainda destacou que ao ser levado pelos moradores para ver o local, teve acesso aos recibos de aluguéis, pagos em dia, mas que a população é de baixa renda e não obteve nenhum auxílio para conseguir um novo local em poucos dias. “Não podemos ficar de braços cruzados. Onde fica a dignidade dessas pessoas? São carentes. Sei que se fossem famílias ricas, capaz de construírem um local para elas, doariam terrenos, intermediariam com a União, mas nada foi feito”, lamentou o deputado.

O parlamentar disse que também irá encaminhar oficio à Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso do Sul (OAB-MS) para juntos pensarem em alternativas para as 46 famílias.

Projeto de Lei

Durante a sessão de hoje o deputado Dr. Paulo Siufi ainda apresentou Projeto de Lei que estabelece prioridade em matrícula nas escolas públicas da primeira infância para os filhos de mães que estejam empregadas. A comprovação do exercício da atividade profissional se dará com a apresentação da carteira de trabalho ou declaração do empregador. A proposta segue para análise da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), antes de ser apreciada em plenário pelos demais deputados.

Comentários

Comentários