Sindicato de Santa Cantarina recebe direito de Assistência Médico-Social com base no projeto do SINDIJUS-MS

Com base no projeto bem-sucedido do Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul (SINDIJUS-MS), que conquistou no ano passado o benefício aos servidores aposentados do Tribunal de Justiça (TJMS), o Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado de Santa Carina (Sinjusc) também obteve êxito e receberá o primeiro pagamento do benefício na folha de novembro, após sanção do governador de Santa Catarina, através de publicação neste mês de outubro.

“Durante muito tempo os aposentados receberam o auxílio-alimentação, mas por ser contribuição imprópria perderam o auxílio. Foi então que vendo o projeto de vocês surgiu uma solução para nós”, comentou o presidente do Sinjusc, Laércio Raimundo Bianchi sobre a conquista do benefício aos aposentados de Santa Catarina.

No Estado de Santa Catarina ocorreu a mesma situação que em Mato Grosso do Sul, onde os aposentados perderam o auxílio-alimentação em dezembro de 2015. Lá foi solicitado ao Tribunal para que voltasse a pagar por meio nova nomenclatura, a título de “auxílio-saúde” o montante de R$ 500, mesmo valor que era pago a verba alimentar. Na opinião de Laércio, a troca de experiência entre sindicatos atuantes de outros Estados é muito importante no avanço de benefícios aos servidores. “Isso é ótimo, tem que ter essa aproximação entre os Estado, até porque todos têm projetos interessantes que ajuda na reivindicação de benefícios e avanços aos servidores”.

A aposentada de Santa Catarina, Edla Auvino de Barros, de 57 anos, também comemorou concessão do benefício. “Foi uma benção, a gente fica feliz por ter conseguido, é uma conquista nossa também por termos acompanhado cada etapa. Foi uma luta e não foi fácil, agora temos um complemento para gente, pois fez muita falta quando perdemos”, disse ela.

Na minuta do Sinjusc menciona o projeto reivindicado pela direção do SINDIJUS-MS, “o pedido teve como base o Projeto de Lei 226/2015 de autoria do Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul – estado onde os servidores inativos também tiveram a verba cortada em maio de 2015 – o qual fixou um incremento de 10{d124abb9778216420301f7a7fdee54f2d809ca471a8d69088da1a3e9d609e3df} do vencimento do cargo de analista judiciário, referência inicial, a título de assistência médico-social, de caráter indenizatório, aos aposentados e pensionistas daquele órgão”.

Comentários

Comentários