Santa Casa inaugura nova oncologia, moderna e com mais capacidade de atendimento

Foto: Santa Casa

Foi inaugurado na manhã desta sexta-feira (8), o novo setor de Oncologia da Santa Casa de Campo Grande, localizado na rua Eduardo dos Santos Pereira, 88 (esquina com a rua Treze de Maio). A solenidade de inauguração e descerramento de placa foi organizada pelas gerências de eventos e hotelaria do hospital, e é resultado do investimento de 12 meses de reforma para entrega de um espaço físico moderno, com novas tecnologias e mais humanizado, tudo para atender usuários do serviço pelo Sistema Único de Saúde (SUS), convênios e particulares. Com a inauguração pretende-se atender até 3 mil pacientes por mês.

A solenidade também foi em homenagem à Elisbério de Souza Barbosa (in memoriam), filantropo da Associação Beneficente Santa Casa de Campo Grande, dotado de grande espirito humanitário, tendo doado vários pavilhões ao hospital como o complexo cirúrgico, o pavilhão de isolamento e a residência das irmãs de caridade.

Maria Olga Mandetta, neta do senhor Elisbério de Souza Barbosa, agradeceu pela inauguração do prédio que leva o nome do avô. “Quero dizer que estou em casa. Meu avô foi uma pessoa de presença marcante, não só na nossa vida particular de família, mas também na vida da sociedade, ele era uma pessoa presente. Nossa família está muito agradecida com essa lembrança”. Em seguida Maria Olga recebeu uma homenagem de Bernadete Borges Bueno Neto, esposa do presidente da Santa Casa.

A coordenadora do Conselho Municipal de Saúde de Campo Grande, Maria Auxiliadora Ribeiro Vilalba Fortunato, deixou sua mensagem. “Estou muito feliz com essa inauguração. Eu sou paciente da oncologia da Santa Casa, tive um câncer de mama e tratei aqui e hoje estou curada graças a Deus. Só tenho que agradecer por este novo espaço que acolherá ainda melhor todos nós”, disse.

A coordenadora do Conselho Local de Saúde, Cleonice Alves, pronunciou. -se“Tenho muito que agradecer por este momento hoje. Nós temos a competência e a função de fiscalizar os recursos do SUS. Nós ficamos felizes com esta inauguração por ser uma reivindicação antiga”, falou.

Emocionado, o coordenador do serviço de Oncologia da Santa Casa de Campo Grande, Dr. Fabrício Colacino, agradeceu o novo prédio. “Estou muito emocionado, pois foram muitas lutas para estarmos aqui hoje. Aqui terá muito mais conforto, segurança, ambiente adequado e com essa estrutura poderemos oferecer mais que o dobro de atendimentos. Continuaremos cuidando dos nossos pacientes, oferecendo sempre a boa prática da medicina, segurança aos pacientes e um atendimento humanizado para que se sintam em casa e que essa doença cruel seja humanizada com esse ambiente familiar”.

Em seguida, o presidente da Associação Beneficente Santa Casa de Campo Grande, Dr. Esacheu Nascimento, falou em nome do Conselho de Administração. “É uma alegria muito grande estarmos reunidos aqui, hoje, para esta inauguração. Esse espaço foi renovado com recursos próprios e isso foi possível com a contribuição efetiva dos vereadores, deputados federais e senadores. Há três anos, quando o Dr. Fabrício Colacino chegou na Santa Casa tínhamos apenas 300 pacientes oncológicos no hospital, hoje já são 1.500, e com esse novo prédio poderá chegar a 3 mil atendimentos. Agradeço a presença de todos e peço para que continuem parceiros da Santa Casa, que nós vamos honrar cada iniciativa que vier em apoio aos nossos pacientes. Hoje, a Santa Casa está em condições para atender qualquer demanda da nossa população. Muito obrigado”, afirmou o presidente.

Ao final, como forma de agradecimento pelo atendimento recebido durante os longos anos de tratamentos, os pacientes Gilberto Martinowiski e Carlos Miranda prestaram uma homenagem ao presidente do hospital, Dr. Esacheu Nascimento, ao chefe de serviço de Oncologia, Dr. Fabrício Colacino, e ao médico hematologista, Dr. José Maria Nossa Asceno, com a entrega de três placas de agradecimentos.

Estiveram presentes na solenidade de inauguração e descerramento de placa, representantes do Senado, Governo do Estado, Assembleia Legislativa, Prefeitura Municipal e Câmara Municipal de Campo Grande, além destes estavam o presidente da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul), Dr. Ricardo Ayache, o presidente do Rotary Club Campo Grande, Lucimar Lacerda, o diretor financeiro da Uniprime, Marco Mazzaro, diretor administrativo da UNISAÚDEMS (Caixa de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Estado de Mato Grosso do Sul), João Bosco Costa, a coordenadora da Central Estadual de Transplante, Claire Miozzo, além dos supracitados.

A Estrutura

O novo setor de Oncologia da Santa Casa de Campo Grande retomará os serviços na próxima terça-feira (12 de novembro), com 15 leitos de infusão, quatro leitos day use, uma sala de emergência, quatro consultórios (sendo uma sala para atendimento da enfermagem e três para atendimento médico), além de recepção, banheiros totalmente adaptados para acessibilidade dos usuários e salas administrativas. Em relação à modernização, o setor conta com um novo piso em concreto armado e aplicação de piso manta vinílica e porcelanato; nova rede elétrica voltada a eficiência energética; nova rede de gases medicinais (tubulação interna e central externa para cilindros de oxigênio e vácuo); sistema de climatização mecânica (HVAC) especifico com máquinas e dutos contemplando filtros especiais e duplos, e sistema de pressão negativa/positiva para a antecâmara.

Além disto, houve a instalação de um novo transformador de alta tensão no poste externo; instalação e adequação do grupo gerador de 80 kVA; nova tubulação e rede hidrossanitária (hidráulica e esgoto); instalação de placas de energia fotovoltaicas para conversão e geração de energia solar; instalação de 20 réguas medicinais, uma em cada ilha de tratamento; instalação da central para chamadas de enfermagem; confecção e instalação de móveis planejados e mobiliários totalmente novos para cada ambiente. Foram realizadas outras mudanças e adequações, como a nova estrutura e cobertura metálica para área de embarque e desembarque.

Estas e outras mudanças e adequações do espaço físico só foram possíveis por meio dos esforços da atual administração do hospital, na gestão dos recursos próprios para a realização dos mesmos, valor estimado em R$ 954.559,14; bem como, o comprometimento de toda equipe técnica envolvida no diagnóstico da obra, nos projetos arquitetônico e físico financeiro e execução do serviço.

Ação preventiva

Como parte das festividades de inauguração das novas instalações, neste mês de novembro a Santa Casa de Campo Grande oferecerá, até o dia 28, a toda comunidade informações e orientações sobre o diagnóstico precoce por meio de exames preventivos. Neste período, o ônibus do projeto de prevenção ao câncer, estará à disposição da comunidade com atendimentos e exames gratuitos de mamografia, preventivo e PSA (Antígeno Prostático Específico). Mais informações sobre o atendimento e realização dos exames pelos telefones (67) 3322-4092 e 98477-6734 (gerência de eventos da Santa Casa).

Comentários

Comentários