RIXA ANTIGA: Jovem confessa assassinato na Vila Nha-nhá

Um crime ocorrido por motivos banais, ocorrido no último domingo (17) na Vila Nha-nhá em Campo Grande (MS) foi solucionado e o assassino se entregou terça-feira (19) na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac).
O autor do crime, Bruno Muller Chaves (19) se apresentou e confessou o assassinato de Thalisson Roberto Coletti (20) enquanto tomava tereré com amigos em frente à sua residência.
De acordo com o advogado de Bruno, Hamilton Pereira de Almeida, Thalisson teria ameaçado Bruno de morte, indo até sua casa e efetuado, na ocasião, disparos contra o portão, explica. Segundo o advogado, as ameaças eram constantes, e o autor do crime teria saído de casa armado para comprar leite para seu filho. Ao encontrar o desafeto, teria atirado com medo de ser ferido e acabou matando Thalisson. O autor vai prestar depoimento e será liberado, respondendo pelo crime de homicídio.
O delegado titular da 5º Delegacia de Polícia Civil, Jairo Carlos Mendes, em depoimento Bruno afirmou que Thalisson também estaria armado, mas a arma do crime não foi encontrada. “Logo após o crime fizemos a identificação do Bruno, que ao se sentir acuado apresentou-se antes de ser decretada sua prisão preventiva”, explica o delegado.
Ainda de acordo com o delegado a prisão preventiva de Bruno será pedida, mas por enquanto estará liberado, mas sendo monitorado pelo polícia. Bruno Muller Chaves já tem passagens pela polícia por tráfico de drogas, roubo e tentativa de homicídio.

Comentários

Comentários