PROTESTO NA FAVELA PORTELINHA: Moradores protestam depois de cortes de energia e água

favela01

Moradores da favela Portelinha, localizada ao lado do jardim Talismã  região do segredo, protestam na manhã de ontem (04) depois da Energisa e Águas Guariroba fizessem os cortes no fornecimento de energia e água da Favela .

Revoltados com a situação os moradores bloquearam a rua Jorge Budib, queimaram  pneus e sofás velhos. Os moradores afirmam que não querem ficar na clandestinidade, e dizem que não foram procurados pela equipe da Energisa para uma negociação.

Equipes da Polícia Militar e tropa de choque estiveram no local acompanhando a operação de cortes.  Nossa Equipe de reportagem entrou em contato hoje (5). A concessionária Energisa enviou nota de esclarecimento.

NOTA-RETORNO

A Energisa informa que a retirada das 250 ligações clandestinas da favela conhecida como ‘Morro do Mandela’, ocorrida na última terça-feira (04), faz parte das ações de combate ao furto de energia realizadas pela distribuidora em todo o estado, seguindo orientações da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Ainda conforme a Resolução 414 da Aneel, as distribuidoras de energia só podem regularizar o fornecimento de energia em áreas invadidas com a permissão do poder concedente: Governo, Prefeitura Municipal ou Ministério Público. Portanto, a religação do serviço procede da mesma forma; apenas com a autorização dos referidos órgãos públicos.

A pena para quem faz fraude varia de 2 a 8 anos e para quem é beneficiado pela fraude, de 1 a 4 anos. Para denunciar o furto de energia, basta entrar em contato com a Energisa pelo 0800 722 7272.

Att,

ASSESSORIA COMUNICACAO E MARKETING

 

Comentários

Comentários