Projeto Vou de Boa: Psicodrama é aliado na ressocialização de adolescentes que cumprem medidas socioeducativas na UNEI Dom Bosco

Fundamentado na teoria do psicodrama, uma abordagem psicológica criada por Levy Moreno (1889 – 1974), o projeto começou na unidade na quarta-feira 23, e tem estima de atender cerca de 60 adolescentes que cometeram atos infracionais e agora cumprem medidas socioeducativas na instituição. O objetivo da terapia é observar como os indivíduos se relacionam em grupo.

O psicólogo e analista em ações socioeducativas, Jean Carlos Barros de Campos, explica que em cada encontro os adolescentes realizarão atividades diversas que envolvem aquecimentos específicos, dramatização e o compartilhamento de emoções. “Nosso objetivo primordial é a ressocialização. Estamos buscando fortalecer vínculos familiares e trabalhar temas transversais como o respeito. O psicodrama é o nome mais famosos da teoria, mas aqui trabalhamos o sociodrama, que é o pensamento em grupo. Nós pensamos na relação eu-tu, no olhar para o outro com os olhos do outro”, afirma Jean.

Para um dos participantes, um adolescente de 17 anos, as atividades trouxeram um pouco de tranquilidade para o cotidiano da unidade. “Eu achei bem interessante e bem diferente. Nunca participei de uma dinâmica assim. Diz o jovem que por orientação da Unidade, sua identidade deve ser preservada.

Comentários

Comentários