Professores de escola integral tem benefício de R$ 500 aprovado

Aprovado hoje (10) pelos deputados estaduais de Mato Grosso do Sul a gratificação de 15{d124abb9778216420301f7a7fdee54f2d809ca471a8d69088da1a3e9d609e3df} aos professores e coordenadores pedagógicos que trabalham em escolas de tempo integral. Pelo menos 220 educadores receberão adicional de R$ 500 ao salário base.

Rinaldo Modesto (PSDB), líder do governo na Assembleia Legislativa o benefício “é uma forma do governo estimular esses profissionais pra que se dediquem o dia inteiro à escola”.

Em Mato Grosso do Sul, este ano o Estado colocou 12 escolas em regime de tempo integral, sendo oito em Campo Grande e quatro no interior.

Maria Cecília Amêndola secretária estadual de Educação, explicou que o Executivo está recebendo recursos federais para ampliar este novo modelo em Mato Grosso do Sul, sendo inclusive previsto na lei federal, que implantou a reforma do ensino médio.

“Este adicional vai compensar os professores que teriam que fazer o planejamento e metodologia das atividades em casa, mas com o novo modelo irão realizar dentro das escolas. Por esta razão eles serão contemplados com esta gratificação”, declara a secretária.

O benefício não vai ser incorporado à remuneração para fins previdenciários, exceto o adicional de férias e 13° salário.

A proposta foi aprovada por unanimidade e seguirá para as comissões de mérito da Assembleia. Depois voltará a ser submetida ao plenário até ser sancionada pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Comentários

Comentários