Preso suspeito de vender arma usada em massacre de Suzano

Foto: Jornal O Globo

SÃO PAULO-SP (Correspondente) – Polícia prende suspeito de ter vendido arma a autor de massacre na Escola Raul Brasil, no mês passado em Suzano/SP. Cristiano Cardias de Souza, vulgo “cabelo” teve a prisão temporária decretada pelo crime de homicídio com dolo eventual, no qual presumiu o risco de provocar mortes. A Delegacia do município realizou campana na casa do suspeito, em área rural da cidade e conseguiu prendê-lo. Sem resistência do autor. Ele vendeu a arma com a numeração raspada e munições a Guilherme Taucci Monteiro (17) que liderou o massacre a escola. Investigadores analisaram troca de mensagens entre os dois. Suspeita-se que Luiz Henrique de Castro (25) tenha comprado a arma, pois possuía renda própria de cerca de R$ 1.500 por mês. O caso segue em investigação.

Comentários

Comentários