Preso 6º integrante de grupo que levou R$ 1 milhão de banco em MS

Ataque com explosivos destruiu agência em abril do ano passado

Bruno Saraiva Mota de Souza foi preso ontem em cumprimento a mandado de prisão expedido em investigação do Grupo Especializado de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros (Garras). Ele foi encontrado em Goiânia (GO) e é apontado de ter tido participação no roubo de R$ 1 milhão, de agência do Banco do Brasil, em Sonora, no dia 18 de abril do ano passado.

Outros quatro integrantes da quadrilha foram presos poucos meses depois e Ronalth Correia Coelho, que segundo a polícia foi o mentor do crime, foi preso no Maranhão, no mês passado.

Policiais do Garras, juntamente com serviço de inteligência da PM de Goiânia, identificaram a casa onde Bruno morava, no Setor Itamaracá, e ontem, deram cumprimento à ordem de prisão. No momento da abordagem, Bruno tentou despistar policiais com apresentação de documentos falsos.

Dentro da casa, foram apreendidos cerca de R$ 40 mil reais em notas íntegras, e aproximadamente R$ 900 reais em notas queimadas. Também foi encontrada barra de metal – usada possivelmente para arrombar caixas eletrônicos, 500 munições de fuzil e pistola ponto 40 com numeração raspada. Além do Banco do Brasil de Sonora de onde foi levado R$ 1 milhão, o criminoso é apontado em ataque a agência do mesmo banco em Nova Mutum (MT).

De acordo com o delegado do Garras, Fábio Peró, o bando criminoso tem ramificação em vários estados e continua foragido o sétimo envolvido no ataque em Sonora. No dia, com uso de explosivos, os assaltantes praticamente destruíram a agência bancária, que fica na Avenida Marcelo Miranda Soares, no Centro da cidade, e fugiram atirando contra policiais. Uma pessoa que passava pela rua foi baleada na perna.

Fonte: Correio do Estado

Comentários

Comentários