Prefeitura vai convocar 1.000 professores concursados para o ano letivo de 2018

Foto PMCG

A Prefeitura de Campo Grande vai convocar 1.000 novos professores para o ano letivo de 2018. O projeto de lei para a abertura das vagas foi aprovado na Câmara nesta quinta-feira (21) e os novos servidores já podem ser convocados.

“Estamos cumprindo mais uma das metas do nosso plano de governo, valorizando os servidores públicos. É um compromisso nosso, de valorizar os servidores e, consequentemente, melhorar nossa educação. São pessoas que passaram por um concurso e comprovaram sua capacidade para assumir a função”, declarou o prefeito Marquinhos Trad.

Ele também ressalta que a convocação de concursados é investimento para os próprios servidores, uma vez que melhora o caixa do Instituto Municipal de Previdência, que enfrenta problemas com um déficit crescente.

“Estamos atendendo a educação, melhorando a qualidade do ensino; ajudaremos a nossa previdência e também cumpriremos um compromisso feito com o Sindicato dos Professores, de valorização da categoria”, complementou o prefeito.

As novas vagas não causam impacto nos cofres públicos, visto que haverá substituição de convocados por concursados.

A atual gestão tem investido na convocação de concursados. Neste primeiro ano de mandato, foram convocados 1.267 aprovados em concursos de 2012, 2013 e 2016.

Os professores que serão convocados foram aprovados no concurso realizado em 2016 para Secretaria Municipal de Educação (Semed). O concurso oferecia 645 vagas e até o momento, 602 foram convocados, sendo 112 na atual gestão. Agora, outros 1.000 aprovados serão convocados.

O concurso vigente abriu vagas para professor de educação infantil; arte (educação infantil ao nono ano do ensino fundamental); educação física (educação infantil ao 9º ano do ensino fundamental); História (6º ao 9º ano do ensino fundamental);  Geografia (6º ao 9º ano do ensino fundamental); Inglês (6º ao 9º ano do ensino fundamental); Língua Portuguesa (6º ao 9º ano do ensino fundamental); Matemática (6º ao 9º ano do ensino fundamental); Ciências (6º ao 9º ano do ensino fundamental) e professores dos anos iniciais.

CRÉDITO: Assessoria da PMCG

Comentários

Comentários