Prefeitura ‘diz sim’ a convênio com Exército e obras começam até dia 15

Obras estão orçadas em quase R$ 24 mi; convênio foi firmado em agosto

A prefeitura de Campo Grande decidiu, enfim, que irá dar sequência ao convênio para recapeamento de ruas firmado no ano passado com o Exército Brasileiro. A previsão é que as obras, orçadas em quase R$ 24 milhões, sejam iniciadas até o dia 15 de fevereiro.

Depois de uma série de negociações entre o prefeito Marcos Trad (PSD) e o comando do Exército, com principal objetivo de reduzir os valores contratados, nesta sexta-feira houve encontro de representantes da Capital, do Exército e da Caixa Econômica Federal.

Em quase 3 horas de conversa, que não contou com o prefeito em razão de outra agenda, foram discutidos detalhes técnicos e financeiros da obra.

O objetivo da prefeitura é que não seja gasto nada além dos valores já definidos. Em razão do convênio ter sido firmado em agosto passado, pode haver atualização de valores, por isso, a prefeitura admite que pode excluir alguma obra do pacote do PAC Mobilidade – orçado em mais de R$ 140 milhões – para que nenhum valor a mais seja repassado para os militares nesse convênio.

“Até dia 15 a obra terá início. Dentro do projeto macro podemos excluir uma ou outra obra, esse do Exército, que envolve 24 milhões será mantido”, disse o secretário de Governo da Capital, Antonio Lacerda.

Coronel Marcelo Guedon, do 3º Grupamento de Engenharia do Comando Militar do Oeste (CMO), afirma que contrato está sendo revisado com a Caixa e assim que aprovação técnica for dada, o trabalho se inicia. “Na reunião foi demonstrada firme intenção da prefeitura de prosseguir, nesse valor [de R$ 24 milhões]”, disse.

O Exército ficará responsável pela reestruturação asfáltica das avenidas Bandeirantes e Marechal Deodoro e das ruas Brilhante e Guia Lopes, totalizando 12,11 quilômetros no chamado corredor sudoeste. Serviço engloba drenagem, reestruturação do asfalto e sinalização semafórica.

Fonte: Correio do Estado

Comentários

Comentários