PMA recolhe Jaguatirica com suspeita de atropelamento e percebe que o animal fora morto a tiro e pauladas

Policiais Militares Ambientais de Campo Grande foram acionados ontem (20) à noite, por funcionários da CCRMSVIAs, sobre um animal da espécie Felis pardalis, ou Leopardus pardalis (jaguatirica), que teria sido atropelado e estava à margem da rodovia BR 163, nas proximidades do perímetro urbano de Nova Alvorada do Sul.

A CCR acionou a PMA, pois conhece o formato dos trabalhos de Educação Ambiental que o Projeto Florestinha executa em escolas no Estado e que, uma das oficinas é um museu para discutir as questões relativas à fauna, utilizando animais taxidermizados. Os Policiais solicitaram à empresa que removesse o animal até ao Posto de Atendimento na Capital e foram recolhê-lo no local.

Pela manhã, ao analisar a jaguatirica, os Policiais verificaram um ferimento provocado por arma de fogo na região da cabeça e ainda, que o crânio estava esfacelado, indicando que o felino sofreu um tiro e depois acabaram de matá-lo a pauladas. A PMA acredita que o animal deveria estar se alimentando de galinhas ou outros animais domésticos na região e alguém o abateu por esse motivo e o jogou à margem da rodovia.

CRÉDITO: ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA  PMMS

Comentários

Comentários