Paulo siufi cobra devidas condições de trabalho para os guardas municipais de campo grande

Durante a Sessão Ordinária realizada na Câmara Municipal de Campo Grande na manhã desta terça-feira (23), o presidente da Irmandade do Grupo de Apoio aos Guardas Civis Municipais, Walter Francisco Xavier usou a Tribuna para falar sobre o não cumprimento da Lei 190, o não pagamento de adicionais noturnos, acúmulo de funções, falta de condição de trabalho e concursos ilegais para cargos na Guarda Municipal.

Segundo Walter, os guardas municipais não recebem reajuste de salário desde 2015, os coletes que eles usam para trabalhar estão vencidos, e a guarda anda oprimida, não capacitada e limitada, sofrendo coação, assédio moral e até mesmo perseguição.

Aparteando, o vereador Paulo Siufi de imediato apontou a inconstitucionalidade diante das apresentadas condições de trabalho, solicitando apuração dos fatos e providências por parte da Comissão Permanente de Segurança Pública da Câmara Municipal. “A Comissão Permanente de Segurança Pública desta Casa de Leis tem que tomar uma providência, não podemos apenas escutá-los e não tomarmos atitude. A Comissão pode convocar uma Audiência Pública ou até mesmo fazer o encaminhamento direto ao MPE (Ministério Público Estadual) ou ao Ministério do Trabalho, não podemos aceitar isso”, aponta Siufi.

Conforme Walter, a Lei 190 diz que “o adicional não será pago quando o guarda municipal estiver afastado do exercício das atribuições do cargo. Mas quando o guarda sai de férias ele não está afastado. Esses adicionais somam R$ 700,00. Essa é a realidade do guarda hoje, eles não querem sair de férias, porque quando voltam de férias recebem apenas R$ 300,00 de salário”.

Para Siufi a Lei 190 deve ser respeitada, pois é uma Lei aprovada pela Câmara Municipal de Campo Grande e está em vigor. “A Guarda Municipal tem uma Corregedoria e é uma Lei aprovada aqui nesta Casa de Leis, e o que é votado aqui deve ser respeitado, do contrário, estarão rasgando a Lei Orgânica do Município de Campo Grande e todas as Leis que essa Casa aprova”, afirma Paulo Siufi.

Ainda em aparte, Paulo Siufi pede que analisem muito bem a situação dos guardas para que eles voltem a trabalhar devidamente. “Temos que analisar muito bem, para que vocês voltem a ter tranquilidade, segurança e a dignidade por um trabalho que vocês exercem tão bem em nossa cidade”, conclui o vereador.

Comentários

Comentários