OPERAÇÃO FANTOCHE: PF apura desvios de contratos com o Ministério de Turismo

Foto: Marina Meireles/G1

Robson Braga de Andrade foi preso pela PF nesta terça-feira (19) em decorrência da Operação Fantoche, que investiga um esquema de corrupção envolvendo contratos com o Ministério do Turismo e entidades do Sistema S. Investigações apontam que o grupo executou contratos desde de 2002 por meio de convênio desde de 2002, por meio de convênios com o ministério e as entidades, recebendo mais de R$ 400 milhões. Ao todo foram emitidos dez mandados de prisão. Os alvos da intervenção são:  Luiz Otávio Gomes Vieira da Silva, um dos donos da Aliança Comunicação. Ele já foi preso pela PF em 2013, na Operação Esopo. São cumpridos outros 40 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal, Pernambuco, São Paulo, Paraíba, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Alagoas. São investigados os crimes contra a administração pública, fraudes licitatórias, associação criminosa e lavagem de ativos. A operação tem o apoio do TCU.

Comentários

Comentários