MPE-MS vai investigar filho de Tiririca que “passou a perna” em prefeitura de MS

Dez anos após o filho do deputado federal Tiririca, o humorista Tirulipa, ter feito um show no município de Itaporã/MS o MPE-MS resolveu abrir um inquérito para apurar uma possível fraude executada pelo cantor.

A investigação se iniciou no fim do ano passado, quando o humorista concedeu entrevista ao apresentador Celso Portiolli, em outubro, relatando tudo que ocorreu no município sul mato-grossense. O cearense e seu grupo musical teriam se passado por um grupo baiano, para receber R$ 40 mil da Prefeitura de Itaporã, para fazer um show no carnaval da cidade.

O MPE-MS considerou a quantia elevada e além disso as passagens dos 22 integrantes do grupo musical de Tirulipa, da Bahia para Mato Grosso do Sul teriam sido pagos pela Prefeitura de Itaporã/MS. Acontece que, segundo o próprio comediante, toda sua banda estava alojada em um município ao lado de Itaporã.

“Eles estavam a uma hora de distância da cidade”, diz Tirulipa. Ele conta a Portiolli que cobrou R$ 500 pela passagem de cada um dos integrantes do grupo para Itaporã. “Aí foi o mês da glória. Nós fizemos um carnaval fantástico, a galera enlouqueceu, o prefeito ficou louco com a gente”, conta o humorista e cantor na entrevista.

Comentários

Comentários