MATO TOMA CEMITÉRIOS PÚBLICOS NA CAPITAL

O serviço de manutenção de cemitérios municipais em Campo Grande está paralisado desde novembro do ano passado, causando transtornos aos que desejam visitar os túmulos de seus entes queridos. O problema é que o matagal que se formou escondeu as sepulturas, trazendo problemas também de saúde pública por conta da dengue. O responsável pela manutenção, a Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação (Seintrha) realizou em julho um “contrato emergencial” com a empresa Taira Prestadora de Serviços Ltda., ao custo de R$ 1,1 milhão que acabou em novembro. A prefeitura alega que os trabalhadores que realizam a manutenção dos cemitérios foram redirecionados para limpar as escolas municipais, que se encontravam em situação semelhante.

Comentários

Comentários