Lanche podre: larvas em salgado na lanchonete da Rodoviária

Enquanto aguardava o embarque para Maracaju, Leandro Carneiro, de 29 anos, teve uma surpresa ao comprar um salgado em lanchonete no Terminal Rodoviário de Campo Grande: foi dar a primeira mordida para perceber que, além da massa, larvas estavam saindo do recheio.

No mesmo instante, Leandro chamou a atendente e mostrou os bichos no alimento e chegou a alertar os outros clientes que estavam no local. “Eu falei com ela (atendente) e ela pegou o salgado e entrou (para a cozinha da lanchonete) e não voltou mais. Em seguida eu fui até a ouvidoria fazer uma reclamação”, disse a reportagem.

Quando chegou na ouvidoria para denunciar a falta de higiene da lanchonete, uma das funcionárias da rodoviária ainda teria dado risada, pois, segundo ela, situação é recorrente no estabelecimento em questão.

“A gerente não pode ser chamada porque não estava lá. Fiz a reclamação por escrito, deixei meu telefone e meu endereço. Vou aguardar o que vai acontecer”, afirmou Leandro. No grupo do Facebook, ‘Aonde não ir em Campo Grande’, o relato do rapaz (aqui) já conta com mais de mil reações e 300 comentários.

A compra foi ressarcida parcialmente. Dos R$ 13 pagos no salgado e em um copo de leite, R$ 7 do lanche foram devolvidos posteriormente.

Vale lembrar que no ano passado, um cliente de supermercado em Campo Grande foi indenizado em R$ 5 mil após comprar um salgado estragado e cheio de larvas. O morador da Capital chegou a morder, mastigar e engolir o alimento. A decisão da Justiça aconteceu em maio de 2019. A Socicam, concessionária responsável pelo Terminal Rodoviário de Campo Grande emitiu uma nota a respeito do fato.

Nota:

Lamentamos e informamos que o contrato firmado entre o locatário e a concessionária determina que aspectos de salubridade e higiene estejam sempre de acordo com as normas impostas e regulamentadas pelos órgãos de saúde competentes.

Reforçamos que não há registro de situação similar nos pontos de alimentação do Terminal Rodoviário de Campo Grande e a concessionária já solicitou esclarecimentos ao responsável pelo estabelecimento, que não havia sido notificado até o momento sobre o caso.

Para que possamos auxiliar o usuário, orientamos que procure pela administração do terminal em posse do comprovante de compra do salgado.

Concessionária do Terminal Rodoviário de Campo Grande

Comentários

Comentários