Justiça determina que Jamil Name permaneça no RDD

Foto: Midiamax

O Ministério Público Estadual se manifestou contrário na quinta-feira (13) ao pedido de defesa de Jamil Name quando a exclusão do RDD (Regime Disciplinar Diferenciado). Foi lhe negado também o retorno ao Presídio de Campo Grande/MS. Name está preso desde novembro/2019, no Presídio Federal de Mossoró.

A alegação se fez quando a manutenção do regime diferenciado pelo alto poder bélico e financeiro da quadrilha em execuções no Estado, no qual é acusado de chefiar o “bando”.

A defesa rebateu alegando que no presídio de Mossoró, o empresário não estaria recebendo tratamento médico adequado pois sofre de diabetes e hipertensão. Contudo o MP afirmou que quando detido afirmou não possuir nenhuma patologia crônica e se recusou ser medicado no estabelecimento penal e quando a seguir a dieta restrita.

Comentários

Comentários