Justiça concede HC a policial que matou bioquímico em cinema

Foto: Diário Corumbaense

O PMA Dijavan Batista dos Santos, 37 anos, indiciado pelo crime de homicídio após matar a tiros o bioquímico Júlio Cesar Cerveira Filho dentro de uma sala de cinema de um Shopping em Dourados/MS teve o pedido de HC concedido pela justiça. O advogado de defesa, Benedicto de Figueiredo confirmou afirmando que “O HC foi aceito pelo Tribunal de Justiça na última quinta-feira (8) e o meu cliente já está em casa. Não havia motivos para ele continuar preso, pois ele colaborou com a Justiça desde o princípio entregando a arma e prestando socorro”.

A PMA informou que Djavan está solto e por determinação da Justiça está trabalhando internamente no pelotão.

Comentários

Comentários