Juiz nega pedido de liberdade a presos da Operação Omertá

O Juiz da 7º Vara Criminal de Campo Grande negou o pedido de liberdade do treinador de cavalos, Luiz Fernado da Fonseca e do motorista Euzébio de Jesus Araújo. Funcionários do empresário Jamil Name, que foi transferido para o Presídio de Mossoró/RN.

A defesa pediu a justiça que fosse feito com o uso de tornozeleira eletrônica, alegando que apenas trambalhavam para os Name sendo que não possuem ligação com os supostos crimes cometidos. Ainda segundo o Advogado Edgar Calixto Paz a prisão preventiva é desnecessária, pois não demostra fuga dos réus.

Comentários

Comentários