Governo lança campanha “Divida a Brincadeira” para arrecadar brinquedos para crianças atendidas por instituições filantrópicas

Foto Divulgação

Pelo quinto ano consecutivo, o Governo do Estado promove a campanha “Doação de Brinquedos dos Servidores Públicos do Poder Executivo de Mato Grosso do Sul”. Com o tema “Divida a Brincadeira”, os organizadores esperam superar os números dos últimos anos. Em 2015, quando teve início a primeira campanha, foram arrecadados 6.445 brinquedos – doados para 23 instituições –  e ano passado, na 4ª edição, o número saltou para um total de mais de 15.000 itens o que também aumentou o número de distribuição para 62 instituições.

O lançamento da campanha aconteceu na manhã desta quinta-feira (7), no auditório da Governadoria, e contou com a presença maciça de servidores estaduais, das crianças da EMEI (Escola Municipal de Educação Infantil) “Maria Dulce Cançado”, do saxofonista Clodoaldo Viana e uma apresentação interativa e musical do grupo Casa – Coletivo de Artistas e a aparição festiva do Papai Noel que presenteou as 30 crianças da Escola EMEI.

Prestigiando o evento, a primeira-dama Fátima Azambuja, o secretário Especial de Governo, Carlos Alberto de Assis, o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, vereador João César, Marcelo Miranda, presidente da Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul), além dos presidentes das Associações de Moradores do Parque do Sol, Celso Luiz de Paulo, e Iraci Martins de Lima, do Novo Minas Gerais. Presente também o Diretor da Ageprev, Jorge Martins, que fez a doação e entrega simbólica à primeira-dama de 800 brinquedos para a campanha.

A doação de Martins foi resultado do pedido feito aos convidados da recente festa que comemorou seu aniversário. No convite, o diretor pediu que levassem brinquedos, ao invés de presente. Com esta atitude inusitada e criativa, foram arrecadados 800 brinquedos. “Vamos propiciar 800 sorrisos”, comemorou.

Em seu pronunciamento, Carlos Alberto de Assis se disse otimista com a arrecadação deste ano e, emocionado, fez uma sugestão a todos. “Em quatro anos conseguimos transformar mais de 38 mil brinquedos em sorrisos. Isso não tem preço! Agora, mais uma vez contamos com a doação dos nossos servidores e de toda a sociedade. Não vamos lançar meta, apenas uma reflexão: quantos brinquedos cabem em meu coração?”, declarou.

“Campanhas não deveriam ser necessárias”

Dona Fátima Azambuja iniciou sua fala agradecendo os parceiros que colaboram com esta iniciativa, destacando a parceria com o município e a colaboração dos servidores. Segundo ela, seria muito bom que não fosse necessário fazer campanhas desta natureza. Por outro lado, disse, são elas que ajudam chamar a atenção das pessoas para o que está a nossa volta. “Sabemos que a vida dos brasileiros não está fácil, o índice de miséria aumentando no País”.  E justamente por isto, segundo ela, um brinquedo no Natal pode fazer alegria na vida de uma criança. “Precisamos tirar a descrença das pessoas e continuar doando”, frisou.

Numa fala bem-humorada, o prefeito da capital, Marquinhos Trad, confessou que mesmo fazendo o bem ele recebe muitas pedras. “Mas se a gente não ajudar, os outros não ajudam”, justificou. Em sua opinião, o ser humano está cada vez mais insensível, mas no mês de dezembro o coração das pessoas costuma ficar mais adocicado, brincou. E pediu: “não nos interpretem mal, se estivessem em nosso lugar fariam a mesma coisa”. O prefeito encerrou convidando todos para a entrega final das obras da rua 14 de Julho (dia 29 de novembro) e da Cidade do Natal (dia 13 de dezembro).

Os presidentes das Associações Comunitárias, Celso Luiz de Paulo e Iraci Martins de Lima, respectivamente do Parque do Sol e Novo Minas Gerais, agradeceram o Governo pela iniciativa. “Vocês não imaginam como é o sorriso de uma criança quando ela recebe este brinquedo”, disse Irani ressaltando a seriedade do projeto. “Temos um carinho especial por esta iniciativa porque ela mostra que Papai Noel vai à todas as crianças, independente de classe social”. Para Celso Luiz, o brinquedo doado pode não significar muita coisa para quem vê de fora, mas para a criança que recebe faz toda diferença. “A emoção que sentimos ao ver a alegria das crianças carentes recebendo os brinquedos é algo que todos deveriam experimentar”, finalizou.

A arrecadação dos brinquedos em todo poder executivo acontecerá até dia 10 de dezembro. Em todas as secretarias, autarquias e instituições parceiras do governo do Estado serão dispostas caixas de coleta.

Comentários

Comentários