Governo investe mais de R$ 800 milhões em saneamento nos 68 municípios atendidos pela Sanesul

Foto: Chico Ribeiro

 Desde o início da administração Reinaldo Azambuja, em 2015, a Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul) vem trabalhando forte para ampliar o sistema de água e esgoto. Já foram investidos mais de R$ 802 milhões nas 128 localidades (68 municípios e 60 distritos) que correspondem a sua área de cobertura. Mais da metade são recursos próprios e o restante de outras fontes, entre elas o Governo Federal.

“O compromisso é manter a boa gestão dos recursos hídricos e a qualidade dos serviços de abastecimento de água potável. Além disso, a Sanesul está aumentando progressivamente o índice de cobertura de esgotamento sanitário, buscando a universalização, impactando positivamente na qualidade de vida e no bem-estar da população residente em Mato Grosso do Sul”, destaca o diretor-presidente da Sanesul, Walter Carneiro Junior.

De 2015 a 2019 a estatal inaugurou 18 Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs); outras 13 estações passaram ou irão passar por obras de melhorias e/ou ampliação, mais 9 estações estão em construção e há projetos elaborados para serem construídas mais 4 ETEs. Nos últimos cinco anos, foram construídos 1.736.000 metros de rede coletora. Com os investimentos, foi possível elevar o índice de cobertura de rede de esgoto de 48,16% em 2018 para 53,10% em 2019. A meta é atingir índice de 67,97% em 2023.

“É um número realmente muito expressivo. As pessoas não veem, pois a rede de esgoto está embaixo da terra, mas a importância desse tipo de investimento é muito grande, pois leva mais saúde para a população e assegura maior preservação ambiental. Todo esgoto que a Sanesul coleta é tratado de acordo com a Legislação Ambiental vigente”, explica o diretor de Engenharia e Meio Ambiente da Sanesul, Helianey Paulo da Silva.

Somando os resultados do abastecimento de água e de esgotamento sanitário, de 2015 a 2019, a Sanesul concluiu 305 obras em 63 municípios do Estado. Atualmente, outras 50 obras estão em execução em 32 municípios.

Para o diretor-presidente da Sanesul, os números refletem o comprometimento da estatal com a população sul-mato-grossense.  “A missão da Empresa é gerir serviços de qualidade em abastecimento de água e esgotamento sanitário, contribuindo para a saúde pública, a preservação ambiental e o desenvolvimento social e econômico de Mato Grosso do Sul”, conclui.

Mais R$136 milhões em investimentos previstos

O Governo do Estado, por meio da Sanesul e a Caixa Econômica Federal devem assinar neste ano contratos de liberação de aproximadamente R$136 milhões para 14 municípios.  Esse recurso é do Avançar Cidades, programa lançado pelo Ministério das Cidades, por meio de convênios com a Caixa Econômica Federal que prevê obras de esgotamento sanitário, com a construção de redes coletoras de esgoto, ligações domiciliares, estações elevatórias e estações de tratamento de esgoto.

Comentários

Comentários