Gilmar Mendes vota contra prisão em 2ª instância

O Ministro Gilmar Mendes do STF votou nesta quinta-feira (7) contra a possibilidade de prisão de um condenado em segunda instância. Isto resultou num quarto voto a favor nesta linha. No total 5 votos pela manutenção do atual entendimento da corte no resultado parcial. O julgamento está suspenso devido um intervalo. Celso de Mello é o próximo a votar. Além do presidente do STF, Dias Toffoli, que deve dar o voto de minerva.

Comentários

Comentários