Funcionários da Energisa ameaçam greve

Foto: Sinergia

A Sinergia informou nesta segunda-feira (10) que as negociações salariais com a Energisa travaram e a empresa solicitou um reforço policial com o objetivo de pressionar os funcionários que poderão entrar em greve até o meio da próxima semana. Elvio Marcos Vargas; presidente da entidade informou que houve desde de setembro seis reuniões com empresa, mas até agora não houve nenhuma decisão. Vargas declarou que “estamos em luto, por isso iremos aguardar mais um pouco para votar o indicativo de greve, caso não haja acordo satisfatório da empresa”.

A Concessionária Energisa emitiu uma nota informando que “o acordo coletivo é um processo negocial anual entre a entidade sindical e a empresa, com o objetivo de buscar um equilíbrio econômico financeiro entre os colaboradores”.

Foto: Sinergia
Foto: Top Mídia News
Foto: Sinergia

Comentários

Comentários