Festival Internacional de Música Prelúdios segue até domingo

A Camerata Madeiras Dedilhadas da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) é a atração desta sexta-feira do Festival Internacional de Música Prelúdios.

O evento que vai até domingo está em sua 7ª edição e reúne no palco do Teatro Municipal a partir das 20h, vários artistas consagrados no Brasil e no mundo, trazendo a música de câmara, solo e improvisação.

Hoje tem apresentação da Camerata Madeiras Dedilhadas da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), sob a regência de Marcelo Fernandes, com participações do flautista Rafael Rodrigues, da Colômbia, em espetáculo solo, e participação especial de Mailon Salina no violão.

A Camerata Madeiras Dedilhadas consiste em um projeto inovador que combina o timbre do violão ao timbre dos instrumentos de sopro tradicionalmente feitos de madeiras – como o clarinete, a flauta e o fagote – resultando em uma pequena orquestra rica em timbres. Seu projeto de repertório também é diferenciado, pois abarca obras do Barroco e Classicismo – cujos maiores expoente são Bach, Handel e Mozart -, além de música clássica Brasileira – escrita por mestres como Carlos Gomes e Villa-Lobos – e música regional de Mato Grosso do Sul. Seus integrantes são, em sua maioria, egressos e formandos do Curso de Música da UFMS, que têm se destacado artisticamente e que têm carreiras como solistas.

A estreia da Camerata ocorreu em recital realizado em 2013, no Teatro Municipal de Dourados. Desde então, o grupo tem se apresentado em teatros como Aracy Balabanian, Glauce Rocha, Teatro Prosa do Serviço Social do Comércio (Sesc), ao lado de solistas como as sopranos Luciana Fisher e Andressa Chinzarian.

O solista Rafael Rodrigues, atuou como primeiro flautista por mais de dez anos na Orquestra Sinfônica Nacional da Colômbia formando em seguida, a Sociedad de Música de Câmara de Bogotá, um dos maiores grupos ativos da Colômbia.

Ele é diretor artístico da Camerata Javeriana e é coordenador do Concurso Universitário de Flauta de Bogotá, destacando-se por seu trabalho como professor na Universidade Pontifícia Haveriana, Universidade Central e a Universidade Distrital Francisco José de Caldas em Bogotá.

Mailon Salina nasceu em Dourados. Iniciou seus estudos de violão aos 15 anos na Escola de Música Giulian. Participou do projeto de violão clássico ministrado por Gustavo Crespe, da oficina de introdução ao método Kodály com Lilla Gábor e do curso de Teoria Musical na Casa da Cultura da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems). No ano passado, realizou 20 apresentações nos Centros de Educação Infantil em Dourados, junto à Casa da Cultura em parceria com a Secretaria de Educação e atualmente desenvolve projetos na área de cultura com a Oficina de Violão Popular Infantil na Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD).

Os ingressos do Festival Prelúdios estão à venda a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia entrada) e podem ser adquiridos pelo telefone (67) 3902-2636. O evento conta com as parcerias da UFMS, UEMS e Endo Car e os apoios são do Jornal O Progresso, Gráfica Akatsuka, Alphousus Hotel, Kikão Restaurante e Associação Comercial e Industrial de Dourados (Aced).

Comentários

Comentários