Felipe Orro – Deputado Estadual (PSDB)

COMO A ROTA BIOCEÂNICA VAI MUDAR O MS

LUIZ FELIPE RIBEIRO ORRO (48): Advogado pela UCDB, ex-vereador, ex-prefeito e atual deputado estadual pelo PSDB, representante da Região Sudoeste de MS, 3º secretário da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa. Agraciado com diversos títulos honoríficos, inclusive o de ‘Cidadão campo-grandense’, assim como das cidades de: Corumbá, Guia Lopes da Laguna, Maracaju, Alcinópolis, Porto Murtinho, Bela Vista, Dois Irmãos do Buriti, Anastácio, Rio Negro, Bodoquena e Jardim, tem sido um dos entusiastas da chamada Rota Bioceânica que é a saída rumo ao Oceano Pacífico pelos portos do Chile. Foi entrevistado no programa “Boca do Povo’ da Difusora-FM 101.9 na terça-feira (05/09) pelo Jor. B. de Paula Filho.

*B. de Paula Filho

Boca: Como está a vida política na nossa Assembleia?
FELIPE ORRO – “Conturbada como em todo nosso país, mas com muitas agendas positivas. Estamos propondo Leis, encaminhamentos de ações para discussão da Rota Bioceânica, discussão sobre rodovias e ferrovias. Recebemos o embaixador do Paraguai e fomos a um encontro em Porto Murtinho, sendo que de lá saiu a expedição dos ilustres sul-mato-grossenses que participaram do caminho que leva ao Chile passando pelo Paraguai, Argentina”.

Boca: E o seu aproveitamento político?
FELIPE ORRO – “Aprovei projetos importantes como a Lei que estende aos clientes antigos as mesmas garantias e benefícios dos clientes novos nos serviços contínuos como saúde, escola etc, visando corrigir discrepâncias como: a concessão de vantagens a novos clientes nos planos de saúde e não estendendo os mesmos benefícios àqueles clientes já fidelizados. Nossa Lei inspirou uma idêntica que está sendo votada no Senado para que isso se torne uma obrigação nacional’.

Boca: Como o senhor está vendo a ‘reforma política’?
FELIPE ORRO – “O modelo atual está esgotado. Precisa de reformulação urgente. Impossível conviver com o atual modelo político. Há um excesso de partidos. Mais de 50 deles com a grande maioria servindo como ‘barriga de aluguel’ ou vivendo do Fundo Partidário. Penso que uma reforma irá definir centro, direita, esquerda etc”.

Boca: Como o eleitor poderá ajudar construir uma nova política?
FELIPE ORRO – “As máquinas partidárias atuais só estão sorvendo receber fundos partidários. Partidos precisam ser programáticos e ideológicos. Existem partidos cuja programação ideológica é nenhuma. A reforma pretende acabar com esse grande ‘balcão de negócios’. Votar corretamente será reconstruir uma nova política de forma pacífica assim como é a índole do nosso povo”.

Boca: A generalização pode estar acabando com a política?
FELIPE ORRO – “Generalizar a classe política, nivelando-a por baixo, não é correto. Tem muita gente boa, honesta e de princípios que não quer nem ouvir de participar. É errado quando dizem que a política não precisava existir. Ao propalar isso, se abre caminho para que sejamos administrados pelos maus intencionados”.

Boca: Como fazer o povo gostar de política?
FELIPE ORRO – “A imprensa é o grande balizador da formação de opinião e que poderá ajudar muito a refazer o caminho. A população precisa acompanhar as ações dos políticos eleitos. A Reforma Política precisa ser complementada pela ação do eleitor. Seja com o “distritão’ ou qualquer outra regra, conviver com esse grande número de partidos ficou difícil’.

Boca: O Governo estadual tem atendido bem a sua região?
FELIPE ORRO – “Não podemos nos queixar. Nossa região tem recebido atenções como por exemplo a ‘Estrada Ecológica’ ligando Aquidauana/Piraputanga/Palmeiras à BR-162. Uma realidade em fase final. Resultado: progresso, turismo e investimentos numa região linda”.

Boca: E a estrada da MS-419?
FELIPE ORRO – “Obra importantíssima para a nossa região que integrará do Alto ao Baixo Pantanal. Essa rodovia – a MS-419 – vai mudar o perfil de outras belas paisagens e regiões produtivas, saindo de Aquidauana até Rio Negro. O primeiro trecho foi assinado na semana passada”.

Boca: O que a Rota Bioceânica vai mudar nosso Estado?
FELIPE ORRO – “A Rota Bioceânica criará uma nova situação para Mato Grosso do Sul saindo de Porto Murtinho e chegando ao Chile. Desafogará os portos do Atlântico e encurtará em mais de 10 mil quilômetros nossas exportações para os países asiáticos, Estados Unidos e Europa. Exportaremos com menor custo e prazo: grãos, carnes, minérios, etc. Não mais será dada a volta em toda a América do Sul para chegar ao outro lado do mundo. Passaremos a ser o grande entroncamento da Rota e canalizaremos as exportações e importações. Imagine o extraordinário potencial econômico de Mato Grosso do Sul”.

Boca: Algo mais?
FELIPE ORRO – “Nosso agradecimento pela calorosa recepção que tivemos nesta grande emissora. Foi excelente falar do nosso trabalho, do desenvolvimento deste Estado e da nossa região. Deputados atendem indistintamente todo o Estado, mas estamos focados no Sudoeste, nosso berço e de nossos antepassados. Parabéns à revista ‘BOCA DO POVO’ e à ‘DIFUSORA-FM 101.9’. Foi uma honra aproveitarmos a oportunidade e espero ser convidado mais vezes para prestar contas do nosso trabalho.
Muito Obrigado!”.
Gabinete: (67) 3326-4267
E-mail: [email protected]

Comentários

Comentários