“Fechar escolas é um absurdo e vamos lutar contra isso”, defende Dr. Sami em reunião com professores, pais e alunos

Foto: Boca do Povo NEWS

O fechamento repentino de quatro escolas estaduais localizadas em Campo Grande gerou preocupação de professores, pais e alunos, que solicitaram apoio aos vereadores da Capital. Na manhã desta terça-feira (8) ocorreu reunião na Casa de Leis, visando encontrar solução para o problema.

Preocupado com a questão, o vereador Dr. Wilson Sami (MDB) rechaçou ser inadmissível que escolas sejam fechadas. “Isso é um absurdo! Uma escola jamais poderia ser fechada. Essa reunião é essencial para ouvir os lados e avaliar qual a melhor solução. Derrubaremos qualquer argumento, já que a educação assim como a saúde, é prioridade”, enfatizou.

Diante do fechamento das escolas estaduais: Riachuelo, localizada no bairro Cabreúva; Zamenhof, na rua Dom Aquino; Otaviano Gonçalves da Silveira Jr, no residencial Flamingos e Consuelo Muller, na vila Jacy, mais de 1,2 mil alunos ficaram sem escola, mesmo já tendo realizado a rematrícula no final de 2018.

Entre os depoimentos emocionados de pais, professores e alunos, a estudante da Escola Riachuelo, Mariana Borges, que é presidente do grêmio estudantil da escola. Segundo a jovem, todos estão sofrendo com a notícia do fim das atividades escolares. “Lá (na escola) temos atendimento com psicólogo e professores que se dedicam. Muitos alunos poderiam dar errado e não deram por causa disso. Já choramos muito”, revelou a aluna.

Participaram do debate: o presidente do Sindicato Campo-Grandense dos Profissionais da Educação, Lucílio Nobre;  o presidente da Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (Fetems), Jaime Teixeira; presidente do Sindicato dos Servidores Administrativos em Educação, Wilds Ovando, professores, funcionários das escolas, pais, alunos e vereadores da Capital.

A reunião foi convocada pela Comissão Permanente de Educação da Câmara, que já acionou o Ministério Público e continuará atuando contra o fechamento das escolas.

Comentários

Comentários