Falcão se junta a Ronaldo e entra para o Hall da Fama do futebol italiano

Ídolo do Roma nos anos 80 é premiado em cerimônia em Florença e elogia Totti

Paulo Roberto Falcão é o segundo brasileiro a entrar para o Hall da Fama do futebol italiano. O ídolo do Roma nos anos 80 se juntou a Ronaldo Fenômeno em cerimônia realizada em Florença, na última terça-feira.

Também foram condecorados Giuseppe Bergomi, Paolo Rossi, Claudio Ranieri, Graziano Cesari, Silvio Berlusconi, Melania Gabbiadini, Giulio Campanati, Cesare Maldini e Nils Liedholm, ex-técnico de Falcão no clube giallorosso, morto em 2007.

– Essa é uma honra dupla para mim, pois Liedholm também foi reconhecido. Ele foi a pessoa mais importante na minha jornada – resumiu.

Falcão também comentou sobre outro grande ídolo do Roma, o atacante Francesco Totti.

– Francesco precisa fazer o que ele acha que é certo e sua decisão merece ser respeitada, levando em conta o que ele atingiu e o que representa. Ele ainda pode ter uma importante contribuição quando a equipe estiver numa situação apertada. Obviamente ele não pode jogar todos os minutos, mas quando jogar ele é capaz de fazer a diferença. Ele entende como ele pode ser utilizado, e Spalletti está mostrando inteligência em comandá-lo nessa fase da carreira. A qualidade de Totti significa que ele sempre foi importante para o Roma. Ele simplesmente não para de surpreendê-lo, é extraordinário. Ele merecia ganhar uma Bola de Ouro na carreira.

Fonte: Portal do Agronegócio

Comentários

Comentários