Em nova operação, Gaeco cumpre mandados em três cidades de MS

Na segunda-feira, diretores de presídios de Corumbá foram presos

Três cidades do Estado, entre elas a Capital, são alvos de operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), nesta sexta-feira. A ação seria desdobramento da Operação Xadrez, ocorrida no início da sistema e que teve como foco sistema prisional de Corumbá.

Além de Campo Grande, mandados de busca e apreensão são cumpridos em Dourados e Aquidauana, conforme a assessoria de imprensa do Ministério Público Estadual (MPE).

A reportagem não conseguiu contato com o diretor-presidente da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), Ailton Stropa, para mais detalhes sobre a ação de hoje. Promotora que comanda a operação, Cristiane Mourão, também não foi localizada.

OPERAÇÃO XADREZ

Operação Xadrez realizada na segunda-feira, em Corumbá, prendeu diretores de dois presídios da cidade e teve vereador como alvo.

De acordo com o Ministério Público, além dos diretores dos presídios de regime fechado e semiaberto, Ricardo Wagner Lima do Nascimento e Douglas Novaes Vilas, presos e comerciantes também foram detidos. Eles integrariam grupo criminoso que traficava drogas e ainda cometia crimes como corrupção, peculato e falsidade documental.

Os comerciantes detidos, segundo o MP, eram parentes de presos e auxiliavam nos crimes. O Estabelecimento Penal da cidade, que é de segurança média, é o principal alvo da operação. No entanto, segundo apurou o site Capital do Pantanal, casa do vereador reeleito Youssef El Sala (PDT) também foi alvo de buscas.

Com auxílio de equipes do Batalhão de Choque e do Batalhão de Operações Especiais de Campo Grande, servidores do Gaeco cumpriram 22 mandados de busca e apreensão, prisão e condução coercitiva em 12 pontos da cidade.

Fonte: Correio Do Estado

Comentários

Comentários