Em 2018, Polícia Militar Rodoviária registra aumento superior a 300{d124abb9778216420301f7a7fdee54f2d809ca471a8d69088da1a3e9d609e3df} no número de cigarros apreendidos

Fotos: Divulgação

O Batalhão de Polícia Militar Rodoviária (BPMRv), responsável pelo policiamento e fiscalização de trânsito nos quase 15 mil quilômetros de rodovias estaduais, divulgou nesta quinta-feira (3.01) o balanço das atividades desenvolvidas em 2018. Um dos destaques está relacionado as apreensões de cigarros de origem estrangeira contrabandeados, que teve aumento de 365 (44{d124abb9778216420301f7a7fdee54f2d809ca471a8d69088da1a3e9d609e3df}), sendo 4.803.660 maços em 2018 contra 1.314.470 em 2017.

As apreensões de pneus que entraram ilegalmente ao Brasil, configurando em tese o crime de descaminho, também são bastante expressivos, com aumento de 660,95{d124abb9778216420301f7a7fdee54f2d809ca471a8d69088da1a3e9d609e3df}, isso significa 2.082 unidades apreendidas.

Outro crime que teve forte enfrentamento por parte da PMR foi o de tráfico de arma de fogo, totalizando 44 armas apreendidas, o que significa um aumento de 338,46{d124abb9778216420301f7a7fdee54f2d809ca471a8d69088da1a3e9d609e3df}. Dentre eles fuzis e pistolas de calibres restritos, de uso exclusivo das forças armadas e policiais. Ainda foram retiradas de circulação 8.556 munições de vários calibres. Também foram recuperados 110 veículos produtos de roubo ou furto e apreendidos 66,87 toneladas de drogas.

Apreensões de armas e munições feitas pela Policia Militar Rodoviária também foram expressivas no ano passado

Já na atividade de trânsito houve um aumento na fiscalização, pois foram produzidos 16.542 autos de infração em 2018, o que representa um crescimento na ordem de 23,66 {d124abb9778216420301f7a7fdee54f2d809ca471a8d69088da1a3e9d609e3df}, considerando os números de autuações de trânsito em todo o Estado.

Os números de acidentes também diminuíram, foram 508 em 2018, contra 604 em 2017, redução na ordem de 15,9 {d124abb9778216420301f7a7fdee54f2d809ca471a8d69088da1a3e9d609e3df}. O número de vítimas fatais também registrou uma pequena queda 3,8 {d124abb9778216420301f7a7fdee54f2d809ca471a8d69088da1a3e9d609e3df}. Já quanto as vítimas graves, houve um leve aumento de 6,6{d124abb9778216420301f7a7fdee54f2d809ca471a8d69088da1a3e9d609e3df}, ou seja, 9 a mais que em 2017. O número de documentos recolhidos pela PMR também cresceu ao todo 4.467 (CNH e CLA).

A respeito dos números o comandante do BPMRv, tenente-coronel Wagner Ferreira da Silva, afirma que são reflexo do grande empenho e compromisso da Polícia Militar na preservação de vidas e na proteção à sociedade. “Trabalhamos incessantemente em 2018 com foco na redução de acidentes e na preservação da ordem pública, ainda implementamos ferramentas tecnológicas para aperfeiçoar a gestão de ocorrências, o planejamento operacional e o relacionamento com os usuários de nossas rodovias estaduais”.

Para falar com a PMR ligue 198 para emergências ou baixe o aplicativo de telefonia móvel Rodovia Viva-PMR MS.

Créditos: Regiane Ribeiro, Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

 

Comentários

Comentários