Educadoras da Capital recebem homenagem do vereador Dr. Sami pelo trabalho realizado

“Educar-se é impregnar de sentido cada momento da vida, cada ato cotidiano”, a frase do pedagogo e filósofo brasileiro Paulo Freire reflete o grande valor da educação.

Para homenagear educadores que dedicam suas vidas à arte de ensinar e transmitir conhecimento que educadores que muito colaboraram ou colaboram para a educação em Campo Grande foram homenageados na noite de segunda-feira (15) durante a Sessão Solene  – Medalha Mérito Educativo Campo -Grandense, promovida pela Câmara Municipal da Capital.

Defensor de uma educação sólida, com melhores condições de ensino e valorização do professor, o vereador Dr. Wilson Sami (MDB) homenageou professoras comprometidas com o processo educacional: Ana Lúcia Vitorino e Maria Jerusa Marinho. “São exemplos de comprometimento com a formação de crianças e jovens de valores, direcionados à participação em uma sociedade melhor, por meio do conhecimento. É uma honra contar com profissionais tão comprometidas como estas duas grandes mulheres”, destaca Dr. Sami.

Atuando há 33 anos na Educação, Maria Lúcia já atuou tanto em Mato Grosso do Sul quanto outros estados. Atualmente é diretora institucional na FUNLEC (Fundação Lowtons de Educação e Cultura) e acredita no grande valor da educação. “Fiquei muito surpresa e feliz ao receber esse reconhecimento. Minha vida é dedicada à educação e o magistério é pouco valorizado. Estamos em um momento onde grandes mudanças estão acontecendo e mais do que nunca a educação tem grande papel nesse processo”, avalia.

Já Maria Jerusa, modestamente acredita que os seus mais de 40 anos dedicados ao magistério mais a ensinaram do que ela mesma poderia contribuir por meio de seu conhecimento. Para ela, a maior conquista é encontrar ex-alunos exercendo importantes funções. “Aprendi muito ao acompanhar cada aluno, cada vida. Todo mundo precisa de educação e hoje, sou grata ao ter uma lista de amigos que foram meus alunos. É gratificante encontrá-los e muitos já me atenderam, desde uma consulta odontológica a uma orientação jurídica”, relata a professora que atua na Rede Estadual de Ensino há 25 anos e conta ainda com 21 anos em experiência em cursinhos pré-vestibular.

Comentários

Comentários