Dr. Sami defende equipe multidisciplinar e valorização aos profissionais da saúde para manutenção do terceiro turno nas UBSFs

Foto: Divulgação

“Prevenção na área da saúde é investimento, pois, reduzirá as internações hospitalares no futuro”. Defendendo a medicina preventiva e endossando o terceiro turno, o vereador Dr. Wilson Sami (MDB) avalia a necessidade de que a organização na área da Saúde Pública seja revista.

O vereador participou nesta quarta-feira (20)  de audiência pública sobre a efetividade do horário estendido nas Unidades Básica de Saúde da Família (UBSFs). Reunido com representantes de diversos segmentos do setor e demais parlamentares, o vereador defendeu a equipe multidisciplinar como melhor condução para esta importante área. “Sou a favor do horário estendido, muitos trabalhadores não tem condição de ir ao médico em horário comercial e precisa dessa oportunidade de ir à noite buscar ajuda para seu problema. Mas deve haver humanização, o profissional deve ser valorizado, respeitado. Ele é um ser humano com problemas, com suas particularidades e de nada adianta estender o horário sem ter estrutura e condição para o profissional atuar”, defende.

Dr. Sami, que é médico e atuou na Saúde Pública por mais de 35 anos, acredita que os reflexos da valorização profissional e atuação multidisciplinar serão fortalecidos a longo prazo, elevando a qualidade do serviço prestado. “Muitas vezes a pessoa está impaciente, fragilizada aguardando atendimento. É importante ter alguém para conversar e prestar esse apoio. Além disso, as pessoas precisam aprender comer, se exercitar, cuidar de problemas como verminoses. Isso evita doenças crônicas como diabetes e infecções no futuro. Como se consegue isso? Com a atuação de equipe formada por médico, enfermeiro, nutricionista, odontólogo, psicólogo e demais profissionais que atuam não só no tratamento, mas na prevenção”, reforça.

Representando o Fórum Municipal de Trabalhadores da Saúde, Jeane França Alvarez explicou que a categoria não se recusa atuar no terceiro turno, mas que é necessária adequação no funcionamento das Unidades de Saúde e levantamento da real necessidade da população de cada região. “Estamos apenas reivindicando melhores condições de trabalho, queremos um RH satisfatório para que possamos prestar o melhor atendimento à população que necessita. Sem uma equipe completa, não adianta estender o horário de atendimento”, defendeu.

Por fim, Dr. Sami fortaleceu a necessidade de pontuar a melhor maneira de manter o terceiro turno. “Defendo o terceiro turno, mas defendo que o atendimento tenha qualidade e o trabalhador tenha condições de trabalho”, avaliou.

Comentários

Comentários