Defesa vai pedir soltura imediata de Lula

A defesa do ex-presidente Lula (PT) se reúne nesta manhã de sexta-feira (8), antes de apresentar à Justiça o pedido de liberdade após a decisão do STF que impediu a prisão de condenados. Por 6 votos a 5 o STF derrubou a possibilidade de prisão de condenados em segunda instância. De acordo com CNJ, a decisão do STF poderá beneficiar 4.895 réus que foram presos a partir da condenação em segunda instância. Entres eles Lula e mais uma dezenas de condenados na Operação Lava Jato.

Comentários

Comentários