Contratada empresa que fará reforma do Guanandizão

Foto: Edemir Rodrigues

Graças à parceria entre Governo do Estado e prefeitura da Capital, o sonho de ter o Guanandizão reaberto está mais perto de ser concretizado. Na segunda-feira (28.1), o Município publicou no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) o extrato do contrato celebrado no último dia 23 para a reforma e adequação do ginásio esportivo.

A obra é da prefeitura e o recurso foi repassado ao Município pelo Governo estadual. O investimento é de R$ 1,881 milhão. O prazo para a empresa Ajota Engenharia e Construção Ltda entregar a obra é de 330 dias (11 meses) a partir da assinatura da Ordem de Execução de Serviços, mas o secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rudi Fiorese, diz que o objetivo é antecipar para agosto, mês do aniversário de Campo Grande.

Ele afirmou que a ordem de início de serviço poderá ser assinada ainda nesta semana, possivelmente na quinta-feira (31.1), no lançamento do Calendário Esportivo. A partir daí a obra tem início. Entre as melhorias no ginásio poliesportivo Avelino dos Reis, o Guanandizão, estão adaptações para garantir acessibilidade e a segurança exigida pelo Corpo de Bombeiros Militar. “São adequações importantes para que o ginásio possa voltar a receber grandes eventos”, afirma Rudi Fiorese.

O ginásio está interditado há 5 anos. Em 2013, o Corpo de Bombeiros Militar precisou fechar o prédio por conta de falhas na estrutura hidráulica. Localizado na avenida Ernesto Geisel, na Vila Nhanhá, o ginásio foi palco da partida Brasil X Portugal pela Liga Mundial de Vôlei, em 2004; e do show do cantor Roberto Carlos, em 2013 – o último evento realizado antes da interdição.

Segundo o diretor-presidente da Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul), Marcelo Ferreira Miranda, a revitalização é um grande anseio dos desportistas do Estado.

Economia

Orçada inicialmente em R$ 2,387 milhões, a reforma e adequação foi licitada por R$ 1,881 milhão – uma economia superior a meio milhão de reais. A revitalização será total, incluindo a recuperação da parte hidráulica, parte elétrica, arquibancada, vestiários, alojamentos, banheiros, cobertura, pintura e reurbanização da área externa do complexo esportivo. A capacidade de público, que é 8.240 pessoas, não será alterada.

Paulo Fernandes – Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Comentários

Comentários