Começa maior estudo da história sobre efeitos da aspirina no câncer

O serviço público de saúde da Grã-Bretanha iniciou o maior estudo já feito para analisar se a aspirina pode prevenir o retorno do câncer em pacientes que já tiveram a doença.

Cerca de 11 mil pessoas que tiveram câncer de intestino, mama, próstata, estômago e esôfago estão participando do estudo.

Comentários

Comentários