Com novos sabores e combos especiais, 7° Festival do Pastel começa quinta-feira no Mercadão

Foto: Chico Ribeiro

Ponto turístico de Campo Grande, o Mercadão Municipal promove de quinta-feira a domingo, 7 a 10 de novembro, o 7° Festival do Pastel. O evento com entrada gratuita, terá uma programação especial com música ao vivo, exposição e distribuição de peixes ornamentais, sorteios, e um espaço kids com piscina de bolinhas, escalada e outros brinquedos.

Além dos pasteis já conhecidos pelos frequentadores do local, novos sabores serão lançados durante o festival gastronômico. A boa notícia é que haverá opções do pastel individual, com custo médio entre R$ 7,00 e R$ 20,00, ou optar pelos combos especiais. “Para o Festival estamos elaborando combos para ficar bem mais barato para as famílias. Nosso interesse é mostrar para o campo-grandense o que nós temos de cultura e de bons produtos”, afirma Milton Caetano, um dos comerciantes que fazem parte da história do local.

Com mais de 30 anos de Mercadão, ele é a segunda geração que toca a Pastelaria do Milton, famosa pelo pastel de carne de jacaré. Um “fenômeno” segundo Milton, a iguaria possui características exclusivas, como formato e tempero. “Única forma do Brasil que tem o formato de jacaré é a nossa, não existe outra”. Quanto ao sabor, ele é enfático “Além de um bom óleo e sal grosso, algumas ervas, vendidas aqui mesmo no mercadão”, destaca.

Sobre os lançamentos ele dá spoiler de alguns sabores. “Todo mundo aqui tem seu lançamento! A minha (pastelaria) irá lançar dez tipos diferentes, além dos 60 que já tem no cardápio. Vou te dar alguns exemplos, você já comeu pastel de feijoada? Venha comer! Avestruz, linguiça mineira, pantaneiro com carne seca, nutella com morango. Tem muito pastel”, frisa.

Há 18 anos atuando no ramo, Jefferson Kanashiro é a quarta geração da pastelaria Parada Obrigatória. Entre as novidades que estão sendo preparadas para o festival, ele adianta o pastel de carne de porco. “A carne de porco desfiada que o cliente poderá escolher ou com barbecue ou com picles”. Segundo ele, outro diferencial para o evento serão os combos com valores diferenciados. “Será algo bem atrativo”, afirma.

Organizado pela Associação dos Comerciantes do Mercado Municipal de Campo Grande (Associmec) com o apoio do Governo do Estado, a 7° edição do Festival do Pastel espera receber uma média de 70 mil pessoas nos quatro dias do evento.

Para Ronald Kanashiro, ex-presidente da Associmec, o festival é uma forma de manter viva a cultura de Campo Grande e do Estado. “O Festival é um encontro gastronômico, cultural, que envolve muita comida boa, música, algumas apresentações que representam as colonizações, como por exemplo o Taikô da colônia japonesa, que é uma das pioneiras do Mercadão. Dessa forma divulgamos o Mercado Municipal, atraímos e fortalecemos como lugar de visitação e como lugar histórico da cidade”, pontua o empresário de 48 anos que cresceu no ambiente, e atua no ramo da carne. “Aqui é o quintal da minha casa”.

A expectativa dos comerciantes é de que as vendas aumentem 30% em relação aos dias normais de funcionamento, não apenas na parte gastronômica, mais também nos estabelecimentos que oferecem artesanato, ervas medicinais, condimentos, doces, frios, carnes e peixes.

Ponto de Encontro

Quem já passou pelo Mercadão de Campo Grande tem em mente a mistura de cores, cheiros e sabores. Entre os frequentadores assíduos do local, o advogado e contador Reginaldo Santos. “Venho com certa frequência há uns 7 anos. O pastel acho que é um dos salgados preferidos do sul-mato-grossense”. Edna Monteiro, de 70 anos indica o seu preferido durante as idas ao Mercadão. “Pastel de carne com bastante pimenta”.

Entre um pastel e outro, o local também aproxima pessoas com “gostos” em comum. Soninha Gonçalves e Rubens Mafrin se conheceram enquanto saboreavam a iguaria sentados em banquetas vizinhas. “Estávamos aqui elogiando o sabor e o atendimento deles, que faz toda a diferença”, afirma ela. “Melhor pastel do Brasil, define o estudante de administração.

Quase diariamente, o local recebe estudantes de diversas escolas da Capital que além de conhecerem a história do Mercadão, visitam os boxes e ao final do tour saboreiam pastel acompanhado de suco. “Delicioso”, definem os pequenos.

O Mercadão Municipal de Campo Grande funciona de segunda a sábado das 6h30 às 18h30, aos domingos e feriados de 6h30 à 12h.

Comentários

Comentários